TOP 5 Bases Para Pele Negra!
Beleza
TOP 5 Bases Para Pele Negra!
Lápis Colorido Tie-Dailus!
Maquiagem
Lápis Colorido Tie-Dailus!
Batom Líquido – Vizzela
Beleza
Batom Líquido – Vizzela
Lip Oil – RubyRose
Maquiagem
Lip Oil – RubyRose
Batom Power Bullet Matte – Huda
Beleza
Batom Power Bullet Matte – Huda
A SouSmile Funciona?!
Beleza
A SouSmile Funciona?!
Geek e TecnologiaUm jeito diferente de “fazer um Selfie”
ModaPrecisa mesmo da terceira peça no look?
Pets

Tiffany, a nova mascote da Cão Inclusão

em 28/03/2015 por Sara Favinha

A Cão Inclusão acaba de entregar mais um Cão de Serviço, a Tiffany! Ela é uma golden retriever de dois anos que foi doada para ajudar uma pessoa com deficiência. A escolhida foi a Ana, uma garotinha de apenas 9 anos, muito simpática e inteligente, que possui uma doença rara metabólica e progressiva de nome difícil, a mucopolissacaridose tipo 6, que afeta sua visão, locomoção e respiração.

A Tiffany já está ajudando a Ana em muitas atividades como abrir portas, andar entre aglomerado de pessoas (Ana é bastante sensível fisicamente e não pode sofrer quedas), subir e descer escadas, carregar parte do seu material escolar, entre outras atividades. Elas já estão morando juntas e agora a Tiffany está começando a frequentar a escola da Ana, o colégio Dante Alighieri em São Paulo / SP.

thifanny-dante

Todas as crianças da escola e seus familiares já receberam uma circular com informações importantes do convívio da cachorra na escola e essa semana o treinador dela, Leonardo Ogata, está apresentando a Tiffany para as crianças da escola (são mais de 5 mil alunos), o que está causando um alvoroço geral e muita comoção. Muitas pessoas estão se envolvendo e nos procurando para saber mais sobre esse tipo de trabalho social.

Vou contar pra vocês algumas curiosidades que aconteceram no treinamento da Tiffany. A Ana tem alguns problemas de mobilidade nos braços e não conseguia fazer suas refeições sentada na mesa, apenas em pé, apesar da ajuda de sua mãe. A Tiffany teve uma atitude fantástica, por livre e espontânea vontade! Ela começou a se deitar em frente da cadeira reservada para a Ana. Então a menina experimentou sentar e colocar seus pés sobre a Tiffany e não é que ela começou a comer suas refeições sentada? Ninguém acreditou quando viu isso ocorrendo e esse foi um comportamento que nós não tínhamos ensinado, mas ela percebeu que o problema era a falta de apoio para os pés e não os braços. As duas estão em muita sintonia!

Aconteceu outra coisa que também nos surpreendeu muito! A noite a Ana costumava ter pesadelos e dificuldade para dormir. A Tiffany foi treinada para dormir aos pés da cama da Ana e estava fazendo isso exemplarmente. Porém, em um desses episódios de pesadelo, a menina gritou e a cachorra resolveu sozinha, subir na cama e deitar ao lado de Ana, quietinha. Ana a abraçou e conseguiu dormir. Desde então as duas vêm dormindo tranquilamente na cama e Ana parou de ter pesadelos. Esse relato de sua mãe foi incrível e nos deu ainda mais certeza de estarmos no caminho correto!

A Tiffany é o segundo cão de serviço que entregamos e está realmente mudando a vida da Ana, aumentando muito sua qualidade de vida! Veja a reportagem da Folha que saiu ontem, aqui.

Para saber mais, acesse o site da Cão Inclusão.

Gostou desse post?
Cadastre-se e receba todas as nossas dicas, artigos e tutoriais por email!
Conversa com a gente
  1. Avatar
    amanda
    03/04/2015 às 15:43

    Que história linda, cães são muito sensíveis e ótimos companheiros.

    Fui até o site para saber um pouco mais sobre o processo e vi que os cães são doados para a pessoa e isso é ótimo, pois além de ser um serviço muito específico, cães com adestramento especial são caríssimos. E obviamente poucos pessoas podem comprar um, apesar de muitas vezes a necessidade sem vital.

    Gostaria de saber qual o critério para escolha do recebedor do cão? Imagino que neste caso em específico não seja a renda, mas vocês levam isso em conta também? Podemos indicar pessoas para receberem um animal? Grata.

    • Avatar
      04/04/2015 às 10:14

      Olá Amanda tudo bem?

      Obrigada, fico feliz que tenha gostado do projeto!

      A escolha da pessoa com deficiência segue alguns critérios, entre eles a compatibilidade com o cão, com relação ao temperamento dele, nível de energia.

      Por enquanto estamos com 1 filhote em treinamento e já entregamos dois cães. Estamos em busca de empresas que possam patrocinar mais filhotes para que possamos atender mais pessoas. :)

      Peça para a pessoa que necessita do cão entrar em contato com a gente pelo email contato@caoinclusao.com.br.

      Grande abraço e obrigada!

  2. Avatar
    Bianca
    01/04/2015 às 11:16

    Que trabalho maravilhoso! Parabéns!
    Fiquei muito emocionada ao ler o relato!

    • Avatar
      04/04/2015 às 10:15

      Olá Bianca, que legal, muito obrigada pelo seu comentário! :)

  3. Avatar
    Thai
    31/03/2015 às 16:26

    que trabalho lindo! me emociono em ler noticias como essa.

  4. Avatar
    30/03/2015 às 16:27

    Nossa que trabalho incrível esse de vocês, chorei ao ler sobre a historias dessas duas. Vou ser veterinária e quero muito pode trabalhar com algo relacionado a isso um dia.

    • Avatar
      11/04/2015 às 09:07

      Olá Susany, obrigada! Fico feliz que tenha gostado e mais ainda que queira trabalhar com comportamento animal, é uma área maravilhosa! Grande abraço e sucesso pra você! :)

  5. Avatar
    Priscila
    30/03/2015 às 10:31

    Que trabalho mais lindo!!!

  6. Avatar
    selma
    29/03/2015 às 05:01

    Ola querida!
    é um bom post!!
    é incrivel como ainda ah pessoas a maltratarem os animais.Eles sao muito inteligentes e ajudam nos!!!!

  7. Avatar
    28/03/2015 às 12:58

    Adorei o post…

  8. Avatar
    Franci Pacheco
    28/03/2015 às 11:43

    Que post mais lindo e emocionante :’)