Lançamento – NIVEA Sun Beauty Expert!
Beleza
Lançamento – NIVEA Sun Beauty Expert!
Blush – Almanati
Beleza
Blush – Almanati
Corretivo Boeing – Benefit
Maquiagem
Corretivo Boeing – Benefit
Rímel ”No Panda” – Vizzela
Maquiagem
Rímel ”No Panda” – Vizzela
Base Aqua Hidratante – Quem Disse Berenice
Maquiagem
Base Aqua Hidratante – Quem Disse Berenice
Perfume 212 Vip Rosé – Carolina Herrera
Beleza
Perfume 212 Vip Rosé – Carolina Herrera

123533-2035

Pets

Como introduzir um novo gato em casa

em 16/03/2017 por Gleici Duarte

Uma dúvida frequente na vida dos gateiros de plantão é como introduzir um novo gato em casa. Se fosse uma coisa simples, não teria tanta gente pesquisando e com receio da adaptação dos felinos.

É difícil para nós humanos aceitarmos que gatos são animais solitários e que eles não sentem falta de outro gato em casa. (Sim, você pode ter dois ou mais felinos em casa e eles podem conviver maravilhosamente bem, mas em sua essência ainda são seres que se viram muito bem sozinhos).

Imagina seu animal todo territorialista e adaptado aos próprios ambiente e rotina ter que dividir todo o espaço, brinquedos e atenção com um novo integrante? É um caos na vida de um gato. Gatos podem conviver harmoniosamente ou traçarem uma terceira guerra mundial na sua casa, e a forma com que é feita a introdução do novo animal é fundamental pra nortear a relação.

Como introduzir um novo gato em casa

O que fazer antes

Antes da chegada do animal, prepare o ambiente sem mover de móveis e objetos importantes para o gato da casa. Existem feromônios artificiais que podem ajudar o gato a ficar mais receptivo e calmo antes da chegada. Procure um veterinário antes para ajudar na escolha do produto.

Durante a chegada

Separe um cômodo da casa apenas para o novo gato. Deixe água, ração, areia e algum cobertor ou pano para que o novo gato se adapte. Não o deixe sozinho por muito tempo. Brinque, dê atenção e se aproxime do novo morador com carinho.

Atenção: Os gatos não devem ter contato direto nessa etapa, no máximo se cheirarem pela fresta da porta.

Após uma semana

Você pode trocar objetos, cobertores ou outros pertences dos gatos para que eles se familiarizem mais com o cheiro um do outro. Para apresentar os gatos, coloque o novo animal dentro de uma caixa de transporte e deixe que eles se vejam e se cheirem pela grade.

Se eles apresentarem uma estranheza ou mesmo “bufarem” um pro outro, não reprima pois é nessa etapa que estão definindo quem são e quem manda. Se houver agressividade excessiva, retorne o novo gato ao cômodo e repita essa etapa novamente no próximo dia. Se o clima for pacífico, tente abrir a porta da caixa transportadora e observe o comportamento dos dois.

Quando estiverem juntos, brinque com os dois e oferte brinquedos, petiscos e atenção de maneira igual aos dois.

original

Fique atento

Se as etapas falharem, comece do zero como no primeiro dia. Tente aproximações diárias e respeite o limite de medo e estresse dos animais. A reação provável do novo gato é tentar fugir, por isso tenha sempre telas de proteção nas janelas e atenção redobrada com portas. Em casos extremos, existem medicações e calmantes que podem ser receitados por um médico veterinário.

Mesmo que estejam pacíficos e coabitando sem problemas, você pode ser surpreendido com brigas durante à noite. Não reaja com gritos ou sustos, pois pode aumentar a agressividade entre os animais.

Tenha paciência e respeite o tempo de cada animal que tudo vai se encaminhar bem.

Cabelos

Como saber se seu cabelo está elástico

em 15/03/2017 por Gleici Duarte

Cabelo elástico é um pesadelo na vida de qualquer mulher. tinturas, descolorações, incompatibilidade entre químicas, alisamentos e danos físicos severos são as principais causas do emborrachamento.

É comum entre as mulheres se confundir durante o diagnóstico e recorrer a tratamentos emergenciais desnecessários. Isso acontece quando puxamos algum fio de cabelo e ele estica, e então vem o desespero. O que precisa ser deixado claro é que todo cabelo saudável tem uma flexibilidade natural, e é completamente normal que o fio ou finas mechas tenham certa maleabilidade.

FAZENDO O DIAGNOSTICO

 Cabelo elástico

Para saber se o seu cabelo está elástico de fato, não puxe apenas um fio, mas sim uma mecha mais rala do cabelo ainda úmido. O cabelo com textura elástica fica embaraçado, aglomerado e se desfaz como um elástico se desfazendo ao ser tensionado.

Por isso, faça esse teste apenas numa porção do cabelo mais escondida para evitar que a quebra fique aparente.

Os cabelos emborrachados também ficam extremamente fragilizados ao uso de shampoo, não soltando o produto mesmo após vários enxágues. Aplique condicionador para facilitar a remoção e proceda com enxágue.

E AGORA?

Se o diagnóstico acima foi positivo, você pode recorrer a:

  • Reconstruções com queratina líquida;
  • Máscaras repositoras de massa;
  • Linhas de reconstrução capilar ricas em queratina e proteínas;
  • Tratamentos profissionais em salão.

bleach-job-gone-wrong

O erro mais comum é achar que o cabelo elástico necessita apenas de reconstrução (queratina e proteínas), porém, essa fragilidade deve ser cuidada também com linhas de nutrição para devolver o óleo e maciez aos fios. Hidratações são importantes mas não fundamentais, já que o cabelo precisa de mais consistência e força do que moléculas de água dentro da fibra.

Existe um erro comum de indicação de selagem ou progressivas, porém, isso faz com que haja apenas uma maquiagem artificial na estrutura do cabelo ao invés de recuperar de dentro pra fora. Em casos extremos, opte por retirar as pontas ou partes mais danificadas, e proceda com cuidados intensos para que o dano não aumente.

Anotou todas as dicas? Mantenha a calma, cuide com cuidado e lembre-se de que cabelo cresce, ok?

E não deixe de conferir esse post sobre como recuperar o cabelo elástico.