Swatches – Base Feels RubyRose
Maquiagem
Swatches – Base Feels RubyRose
Primer Minimize Pores – Smashbox
Maquiagem
Primer Minimize Pores – Smashbox
Batom Artist Nude Cream – Make Up Forever
Beleza
Batom Artist Nude Cream – Make Up Forever
Esponja de Maquiagem Super Soft – Pramaquiar
Beleza
Esponja de Maquiagem Super Soft – Pramaquiar
Paletas Futurism – Kaleidos Makeup
Beleza
Paletas Futurism – Kaleidos Makeup
Paletas de 9 sombras Ruby Rose
Maquiagem
Paletas de 9 sombras Ruby Rose

mudança-sem-dor-de-cabeça

Morando Sozinho

Guia prático para mudar de casa sem stress

em 22/01/2018 por Karen Bachini

Só de ouvir falar em MUDAR DE CASA muita gente já sente um frio na espinha. Afinal, existe coisa mais trabalhosa e, ao mesmo tempo, tediosa do que essa?

Depois da minha primeira mudança em anos, descobri que mesmo sendo cansativo e chato, mudar de casa ou apartamento não precisa virar uma dor de cabeça. Se você se planejar bem e se esforçar para ser organizado não tem porquê a experiência virar um trauma.

E pra te provar isso, montei um guia prático com dicas de como mudar de casa sem stress. (Quem me dera ter considerado essas coisas antes de me mudar… teria sido bem mais tranquilo! Mas, como dizem por aí: tem coisa que a gente só aprende errando!). Vamos lá conferir?

DICA 1: ANTECIPE O DESAPEGO

Você pode diminuir MUITO o trabalho se, alguns dias antes da mudança, fizer uma limpa nas suas coisas. Cômodo por cômodo, vá se desfazendo de tudo que não serve mais: roupas, sapatos, livros, material escolar antigo, lençóis e toalhas velhas, objetos e móveis que não vão funcionar bem na casa nova e etc.

Na cozinha, jogue fora os alimentos vencidos, cheque os utensílios domésticos e revisite o armário de Tupperware (afinal, quem precisa de tudo aquilo?)

Não deixe de conferir cada cantinho de cada cômodo que seja da sua casa, tá? Só praticando o desapego pra perceber o quanto trabalho se economiza assim…

mudança-sem-dor-de-cabeça5

DICA 2: VERIFIQUE ANTES AS CONDIÇÕES DO NOVO LAR

Assim que você pegar a chave da nova casa ou apartamento, visite o local para verificar suas condições. É bem provável que ele esteja precisando de, no mínimo, uma boa faxina!

É legal também olhar se a parte elétrica, encanamento ou fechadura da porta estão funcionando direitinho. Verifique se não tem nenhuma privada ou pia entupida, se as torneiras, tomadas e interruptores estão funcionando corretamente e etc.

Tudo isso vai ser bem mais fácil de resolver enquanto você não estiver morando na casa, acredite!

Outra coisa que você também precisa se preocupar é na transferência da sua internet para a casa nova. O ideal é que você corra atrás disso bem antes de se mudar – não só pra já ter internet quando chegar lá, mas também porque podem levar alguns dias até que o técnico vá ao endereço novo realizar o serviço.

DICA 3: NÃO DEIXE PARA ENCAIXOTAR NA VÉSPERA

Um erro que muitos cometem e que é fatal para uma dor de cabeça daquelas é encaixotar tudo na véspera. Não faça isso! Planeje-se para, no máximo, 1 semana antes já começar a empacotar.

Assim você tem mais tempo de comprar ou recolher em mercados e mercearias caixas de papelão suficientes para o trabalho e empacotar tudo com calma, sem deixar o serviço acumular. Fazendo um pouquinho por dia você vai conseguir agilizar muito o processo, sério!

Nessa tarefa você também vai acabar usando muita fita adesiva, plástico bolha e jornais. Então prepare-se para ter em mãos todos esses materiais em grande quantidade, ok?!

mudança-sem-dor-de-cabeça3

DICA 4: ORGANIZE AS CAIXAS POR CÔMODOS

Uma dica que todo mundo sabe mas que muitos ignoram é o de organizar as caixas por cômodos. Ao invés de escrever apenas o que tem dentro da caixa, coloque também o nome do cômodo que ela vai. Ex:

  • Cozinha – Talheres;
  • Escritório – Cabos de computador;
  • Quarto (nome da pessoa a quem o quarto pertence) – Livros;

E por aí vai, deu pra entender?

DICA 5: LEVE E INSTALE OS MÓVEIS ANTES

Se você for dividir sua mudança em duas etapas, lembre-se de levar e montar os móveis antes. Só depois que eles estiverem devidamente instalados leve as caixas e todo o resto.

Assim você vai ter um visual mais organizado para separar as caixas que vão em cada cômodo e, mais tarde, desencaixotá-las sem stress.

Se a mudança toda for feita de uma vez só, tente colocar no caminhão as caixas primeiro e os móveis por último. Desse jeito, quando você chegar no novo endereço, os móveis vão estar mais acessíveis para entrar na casa antes das caixas.

mudança-sem-dor-de-cabeça4

DICA 6: NÃO PROCRASTINE A ORGANIZAÇÃO

Eu sei que você vai estar bem cansado depois de toda a mudança, mas tente não enrolar muito pra desempacotar tudo. Nada pior do que viver por dias, semanas ou até meses procurando suas coisas de caixa em caixa. O ideal é que em 2 ou 3 dias você já esteja com tudo fora das caixas e devidamente organizado nos armários!

Se precisar, peça ajuda para amigos e parentes. Aproveite aquela pessoa da sua família metida a personal organizer e chame-a para fazer um mutirão hahaha

Algumas precauções

mudança-sem-dor-de-cabeça2

  • Deixe tudo muito bem combinado com a empresa que vai fazer sua mudança

Pra evitar surpresas desagradáveis, minha dica de ouro é pedir uma visita técnica antes de fechar a contratação do caminhão de mudança. Isso é importante para que a empresa consiga visualizar o tamanho do serviço e aparecer no dia com um caminhão e equipe adequados – além, claro, de ajudá-la a fazer a estimativa correta de quantas viagens serão necessárias para a mudança.

  • Tenha muita atenção com as coisas frágeis

Louças, maquiagens, eletrodomésticos e eletrônicos precisam do dobro da sua atenção. Pra evitar que essas coisas quebrem transporte-as separadamente. Louças e vidros, por exemplo, precisam ir em caixas menores e com o aviso de FRÁGIL em um lugar em que todo mundo passa ver. Maquiagens e perfumes devem ir em caixas de plástico embrulhadas em MUITO plástico bolha.

Já os eletrodomésticos e eletrônicos é melhor levá-los no seu carro, enrolados em lençóis ou colchas. Se tiver que colocar no caminhão, certifique-se de que estão em um lugar seguro, que não vá bater ou cair durante o transporte.

  • Caso more em apartamento, agende sua mudança com antecedência

Prédio com muitos apartamentos costumam ter regras mais rigorosas em relação a mudanças. Quando eu fui me mudar, saí de um apê cheio de regras para me mudar para outro com mais regras ainda! Pra evitar problemas com os síndicos de ambos os prédios, tive que agendar minha mudança umas 2 semanas antes dela acontecer. Tem que ficar atenta também com os horários que podem não ser tão flexíveis.

  • Aproveite a casa vazia para fazer a faxina pesada

Lembra que eu disse anteriormente que é provável que seu novo lar precise de uma boa faxina antes de se mudar? Então, o momento perfeito para arregaçar as mangas e começar a esfregar o chão, azulejos e paredes é AGORA! Nada melhor do que uma casa ou um apê vazio para eliminar a sujeira mais difícil.

  • Não misture com a bagunça da mudança documentos importantes

Toda mudança de casa tem papelada envolvida. É a escritura da casa, o contrato de aluguel, solicitação de seguro – por aí vai! Minha dica é não deixar essas coisas que você pode precisar consultar no meio da bagunça. Separe uma pasta pra isso e coloque em algum lugar seguro, onde você sabe que não vai perder de vista.

Bom, é isso! Espero que essas dicas ajudem você a tornar toda essa experiência o mais tranquila possível!

Se você já se mudou e quer acrescentar mais uma dica a esse post, é só deixar nos comentários! BEIJOS

como-fazer-um-jardim-de-suculentas-em-casa-01

Morando Sozinho

Como fazer (e manter) um jardim de suculentas em casa?

em 15/01/2018 por Renata Stanquini

Cuidar de plantas nunca foi o meu forte. Já tentei cultivar algumas na minha varanda mas sem sucesso: ou elas morriam secas de tanto sol ou eu as matava de tanta sede! (Sem contar, claro, as vezes que eu colocava água demais e elas morriam afogadas… ops!)

E mesmo depois de todos esses fracassos do passado, ando com vontade de tentar de novo – só que dessa vez com algo que exige menos das minhas habilidades botânicas: as suculentas.

As suculentas são plantas super charmosas e fáceis de cuidar! Sabendo o lugar certo para colocar e a frequência para regar, qualquer um (até mesmo eu!) consegue cultivar essas pequeninas em casa.

Pra não ter erro, fiz uma boa pesquisa na internet e encontrei um guia muito prático em um blog americano chamado Faith, Food, Family, Fun. A blogueira Erin dá o passo-a-passo de como fazer (e manter) um jardim de suculentas em casa.

Quer aprender comigo como se faz? Então vem:

1. Selecione as plantas perfeitas

Erin dá um aviso importante: muito cuidado com o lugar que você escolhe para comprar suas plantinhas. Lojas grandes, de construção por exemplo, costumam ter plantas de qualidade duvidosa (mesmo aquelas que parecem perfeitamente bonitas na prateleira).

como-fazer-um-jardim-de-suculentas-em-casa-02

Pra não correr o risco, a dica é procurar lojas especializadas em plantas e artigos para jardim. Nesses locais as plantas são melhor selecionadas e, consequentemente, têm mais chances de crescerem bonitas e saudáveis.

2. Escolha o melhor tipo de vaso

Procure um vaso que tenha aquele buraco no fundo para drenar e que seja do mesmo tamanho da planta. Os melhores e mais comuns são os de cerâmica, cor terracota, sabe? Esses além de dar aquele charme a mais nas plantinhas, ainda ajudam as suculentas a respirarem melhor enquanto crescem.

como-fazer-um-jardim-de-suculentas-em-casa-03

Tudo bem se você quiser fazer um pequeno jardim de suculentas em uma vasilha de vidro. Fica lindo, mas Erin avisa que elas não vão durar por muito tempo nessas condições. Sem buraco embaixo pra drenar, as plantas acabam ficando úmidas demais e morrem rapidamente.

Outra dica é não armazenar suculentas e cactos no mesmo vaso. Embora o visual seja maravilhoso, são plantas que precisam de água em quantidade e frequência completamente diferentes. Sendo assim, melhor evitar!

3. Preparando as suculentas para o vaso

Esse é um passo que pode ser ignorado caso não queira partir para algo mais avançado. No post, Erin diz que costuma remover um pouco da turfa (aquela “massa”envolta da raiz) que as plantas costumam vir da loja. Ela faz isso porque o excesso de turfa sufoca as raízes e, muitas vezes, até faz com que a água escorra para o fundo do vaso sem antes ser absorvida pela planta.

como-fazer-um-jardim-de-suculentas-em-casa-04

Pra aprender como remover direitinho o excesso de turfa, clique aqui.

4. O melhor solo para as suculentas

As suculentas gostam de morar em terreno arenoso e que escoa bem a água. Pra criar essa “caminha” confortável para suas plantinhas morarem, misture duas partes de terra adubada para cada duas partes de areia de construção e adicione um pouco de pedriscos para jardim.

como-fazer-um-jardim-de-suculentas-em-casa-05

Algumas lojas já vendem essa mistura pronta, então vale dar uma garimpada.

5. Como plantar suculentas?

Para plantas as suculentas em vasos, a Erin costuma cortar um pequeno pedaço de tela de fio plástico (vende aqui) para colocar no buraco do fundo do vaso.

como-fazer-um-jardim-de-suculentas-em-casa-06

Essa telinha serve como um reforço a mais no processo de drenagem. Uma dica importante é a de NÃO colocar os pedriscos no fundo do vaso, pois isso pode impedir que as raízes se fortaleçam profundamente no solo.

como-fazer-um-jardim-de-suculentas-em-casa-07

1. Encha o vaso com o solo até a altura que deseja colocar sua suculenta. É importante não deixá-la muito pra dentro do vaso porque assim ela não alcança muito bem os raios solares.

como-fazer-um-jardim-de-suculentas-em-casa-08

2. Posicione a plante no lugar desejado e preencha os espaços com mais um pouquinho da sua mistura de terra (a dica é usar uma colherzinha de chá para isso).

como-fazer-um-jardim-de-suculentas-em-casa-09

3. Tenha cuidado para deixar o solo bem nivelado, pra não acontecer das raízes crescerem de modo desigual.

6. Regas e cuidados necessários

Chegamos na parte em que a gente descobre como manter nossas suculentas vivas! Primeiramente você vai precisar colocá-las em um lugar da casa que tenha contato direto com o sol. Diferente do que muita gente pensa, as suculentas gostam e precisam de sol para viver. Por isso escolha um cantinho bem iluminado pra elas, de preferência em varandas ou perto de janelas.

como-fazer-um-jardim-de-suculentas-em-casa-12

A frequência de regas é exatamente o que toda pessoa sem muita aptidão com plantas precisa: no verão, uma vez por semana; e no inverno, de uma a duas vezes por mês. É claro que isso vai variar dependendo do clima da cidade ou país que você mora, mas em geral é isso que elas precisam. Ah, importante: você deve regar sempre o solo e nunca as folhas, tá?

como-fazer-um-jardim-de-suculentas-em-casa-10

como-fazer-um-jardim-de-suculentas-em-casa-11

Fonte: Faith, Food, Family, Fun Blog

Na dúvida se deve regar ou não vale fazer o teste do palito de sorvete: fure o solo com o palito, se a terra estiver seca, regue com água; se estiver úmida, espere mais alguns dias. Com o tempo você vai começar a sacar melhor essas plantinhas e nem vai precisar mais do teste para saber o que ela precisam, vai por mim…

E aí, animada para começar o seu próprio jardim de suculentas em casa? Comente!