Paletas de 9 sombras Ruby Rose
Maquiagem
Paletas de 9 sombras Ruby Rose
Paleta Sunflower Bru Tavares
Maquiagem
Paleta Sunflower Bru Tavares
swatches da base ruby rose natural look
Maquiagem
swatches da base ruby rose natural look
Novas máscaras FOREO UFO
Beleza
Novas máscaras FOREO UFO
Lançamento: Tudo sobre o Anthelios Color Dose da La Roche-Posay
Beleza
Lançamento: Tudo sobre o Anthelios Color Dose da La Roche-Posay
Resenha: Base Flawless Skin Cushion da Klasmé
Maquiagem
Resenha: Base Flawless Skin Cushion da Klasmé
destaque-sau-dehábitos-saudaveis
Saúde

Como tomar chá, água de coco e Yakult melhoraram minha saúde

em 13/02/2017 por Renata Stanquini

Prometi pra mim mesma que esse ano cuidaria melhor da minha saúde: mudei minha alimentação com a ajuda de uma nutricionista, comecei uma dieta esperta pra eliminar os quilinhos extras e até estou cogitando entrar numa academia pra oficializar de vez a minha era fitness! HAHA

Junto com toda essa evolução com a balança vieram também alguns novos hábitos que estão fazendo uma diferença enorme na minha rotina. Os 3 principais deles foram tomar chá, água de coco e Yakult – coisas que se eu soubesse antes como fazem bem pra saúde, já tinha aderido há muito tempo!

YAKULT TODO DIA

yakult-faz-bem

Quando eu era criança, eu sempre vibrava quando minha mãe voltava do mercado com as sacolas cheias de Yakult. Se deixassem, eu era capaz de tomar vários, um atrás do outro, sem nunca enjoar! Mas depois que eu cresci eu abandonei totalmente o costume e confesso que nem senti tanta falta assim. E foi só quando comecei minha dieta, que a minha nutricionista indicou que eu voltasse a tomar a bebida fermentada todos os dias.

Ela disse que como eu tenho o intestino muito preguiçoso, ele precisa dos lactobacilos vivos presentes no Yakult pra funcionar melhor. É mais ou menos assim: o nosso intestino é formado de várias bactérias do bem (são quase 10 bilhões por mm²). A maioria delas são lactobacilos que chegam vivos no intestino e logo se reproduzem. Lá eles funcionam como “antibióticos naturais” que se alimentam de todos os nutrientes antes que as bactérias do mal os consumam. Passando fome, as bactérias do mal acabam morrendo e seu intestino fica livre de infecções. Em outras palavras, os alimentos probióticos (como é o caso do Yakult) ajudam a equilibrar nossa flora intestinal – perfeito pra quem, como eu, sempre sofreu de prisão de ventre. Ah, e quer saber outra vantagem? Ele também ajuda a combater doenças ginecologistas, como a candidíase, por exemplo.

O mais interessante é que ela me assegurou que o Yakult dá mais resultado se tomado antes do café da manhã, em jejum, de preferência até no máximo às 10h, e é exatamente assim que eu tenho feito! Desde então notei que tenho tido menos cólicas intestinais, menos sangramentos ou qualquer outro problema vindo do intestino preguiçoso. Super recomendo!

CHÁS DOS MAIS VARIADOS SABORES

chá-faz-bem

Se seus avós foram iguais aos meus, provavelmente eles tinham uma receita de chá pra qualquer doença: dor de cabeça, alergia, cansaço, falta de ar – a lista é imensa! É triste perceber como essa nova geração (me incluo nela!) perdeu essa confiança nas ervas. Se você for pensar, não existe medicamento mais eficaz do que aqueles que vem da natureza, não é mesmo? Incentivada (de novo!) pela minha nutricionista, eu comecei a tomar chá pra resolver alguns desconfortos que eu estava enfrentando: gases, má digestão, insônia, enjoos e até dor muscular por causa das horas que eu passo na frente do computador todos os dias.

Pro estômago, chá de hortelã depois das refeições. Pra insônia e dor muscular, chá de camomila antes de dormir. Pros gases, chá de erva doce à qualquer hora. Sinto como se esses chás tirassem os sintomas com a mão, é mágico! Dificilmente vou abandonar esse hábito… você devia tentar também!

ÁGUA DE COCO NOS DIAS MAIS CORRIDOS

agua-de-coco-faz-bem

Existe coisa mais gostosa do que água de coco? Eu amo e se deixar eu tomo de garrafada! Só que não foi sempre que eu gostei, não. Esse hábito eu adquiri no fim do ano passado quando eu comecei a notar que ficava muito cansada nos dias mais corridos, principalmente quando estava muito calor.

Alguém (que eu não me lembro quem) me indicou numa conversa super informal a começar a tomar água de coco que é rica em vitaminas, minerais, aminoácidos, carboidratos, antioxidantes, enzimas e um monte de outros nutrientes que combatem a desidratação e ajudam o corpo a funcionar melhor.

Isso sem contar  que a água de coco diminui a pressão arterial e risco de doença cardíaca, melhora o funcionamento dos rins, protege contra vários tipos de câncer, melhora a digestão, o controle do níveis de glicemia no sangue, a circulação sanguínea, deixa o sistema imunológico mais ativo, possui propriedades anti-envelhecimento e ajuda na preservação de bactérias do bem (fonte: Minha Vida). E foi batata, gente: depois que comecei a andar nos dias mais quentes com a minha garrafinha de água de coco, me sinto com muito mais energia nos dias mais agitados.

Bom, essa foi a minha experiência! Agora conta pra mim: quais hábitos você adotou recentemente que estão melhorando sua saúde? Deixe nos comentários!

Birth_Control_Pills

Saúde

Exames que você precisa fazer antes de tomar anticoncepcional

em 26/12/2016 por Gleici Duarte

A maioria de nós acaba entrando em contato com anticoncepcional oral sem muitas informações ou orientações. Compramos o mesmo que a nossa amiga toma ou ganhamos uma receita após alguns minutos com um ginecologista e é isso.

Mas você sabia que o anticoncepcional não é indicado pra todas as mulheres? Sabia, também, que existem exames que devem ser feitos antes de iniciar o uso da pílula?

O etinilestradiol, componente de todos as pílulas anticoncepcionais (exceto minipílula), induz alterações significativas no sistema de coagulação sanguínea, levando a um aumento do risco para desenvolvimento de trombose venosa e arterial.

Pesquisas recentes mostraram risco 2x maior para trombose venosa com o uso de contraceptivos orais combinados que contenham progestagênios de terceira geração (norgestimato, desogestrel e gestodeno) comparado com os de segunda geração (levonorgestrel). O uso indiscriminado de anticoncepcional significa um risco à saúde de nós mulheres e muito pouco se é falado nos consultórios.

Você deve ter cuidado ao usar anticoncepcional:

  • Se tem mais de 35 anos e fuma;
  • Nível de colesterol alto (LDL > 160mg/dL);
  • Enxaqueca com ou sem aura (aumenta de duas a três vezes o risco de AVC).

Esses são fatores que por si só indicam uma predisposição a problemas circulatórios, e se estão associados, o risco complicações aumenta.

É risco inaceitável:

  • Pressão arterial não controlada;
  • Histórico de AVC, doença cardíaca, trombose, embolia pulmonar;
  • Câncer de mama ou histórico familiar.

Segundo o American College of Obstetricians and Gynecologists, os problemas acima indicam a contraindicação do uso de anticoncepcional oral, injetável ou implante pelo alto risco de formação de trombos, embolia pulmonar e acidente vascular encefálico.

Exames necessários

  • Mutação fator V de Leiden;
  • Mutação de protrombina G2010A;
  • Deficiência de proteína C, S ou protrombina.

Os exames acima são capazes de indicar se há risco de problemas de coagulação com o uso do anticoncepcional. Eles são feitos apenas uma vez, e se você nunca fez, peça ao seu médico para fazer.
Alterações nesses exames aumentam em até 8x risco de trombose venosa profunda, embolia pulmonar e AVE.

Mesmo que você já tome anticoncepcional há muito tempo, é importante ficar de olho em todos esses fatores de risco.

Referências: