Paletas de 9 sombras Ruby Rose
Maquiagem
Paletas de 9 sombras Ruby Rose
Paleta Sunflower Bru Tavares
Maquiagem
Paleta Sunflower Bru Tavares
swatches da base ruby rose natural look
Maquiagem
swatches da base ruby rose natural look
Novas máscaras FOREO UFO
Beleza
Novas máscaras FOREO UFO
Lançamento: Tudo sobre o Anthelios Color Dose da La Roche-Posay
Beleza
Lançamento: Tudo sobre o Anthelios Color Dose da La Roche-Posay
Resenha: Base Flawless Skin Cushion da Klasmé
Maquiagem
Resenha: Base Flawless Skin Cushion da Klasmé
ComportamentoComo deixar seu currículo incrível para o primeiro emprego
Moda5 tendências de moda para continuar explorando em 2017
chupa-chups-psychologist_ristretto
Comportamento

Terapia e psicólogo: Quem precisa e quando começar?

em 13/01/2017 por Gleici Duarte

Ainda existe um grande tabu sobre terapia e psicólogo. As pessoas acham que quem precisa de ajuda psicológica, necessariamente, são apenas depressivos, esquizofrênicos ou pessoas com doenças psicológicas sérias.

A realidade não é bem assim. Terapia existe pra ajudar as pessoas a resolverem seus problemas, e problemas todos nós temos, logo, faz terapia quem quer resolvê-los.

06C30C14-2F1A-4643-9CCA-F8FF1522DD30

Sempre que recomendo alguém a fazer terapia, na maioria das vezes a pessoa vê isso como uma ofensa, quando na verdade é apenas uma dica de como passar por um processo difícil ou doloroso com ajuda e mais facilidade.

Comecei a fazer acompanhamento com psicólogo quando eu estava na graduação. Eu me sentia muito perdida e sem foco com relação às minhas escolhas e ao rumo do meu curso e vida profissional. A terapia ajudou a trabalhar diversos pontos da minha vida, e foi notória a evolução.

São pequenos aprendizados a cada encontro. Você aprende a se posicionar, a verbalizar o que sente, se expressar e contextualizar os fatos. Isso é um grande aprendizado sobre nossas relações e a maneira com que encaramos nossos problemas e vivências.

Existem diversas abordagens dentro da terapia psicológica, como psicanálise, Gestalt, behaviorismo, e cada pessoa se adapta de acordo com a suas vivências e necessidades. Tenho amigos que tratam auto-sabotagem e desorganização com behaviorismo, outros que vão à raiz dos problemas com psicanálise. Eu me encontrei na Gestalt e tem funcionado muito bem há três anos.

Porém, também sei que não é fácil dar o primeiro passo e procurar ajuda. Se você quebra uma perna, você vai ao médico. Se você tem um dente com cárie, você vai ao dentista. Por que temos receio de procurar um psicólogo se não estamos nos sentindo bem conosco? Não encare a terapia como um atestado de incapacidade de lidar com os próprios sentimentos, e sim como um primeiro passo para organizar suas emoções.

O preço das consultas varia de acordo com a abordagem e experiência de cada psicólogo. Pra quem não pode arcar com os custos, procure se informar sobre os atendimentos ao público nas faculdades e universidades que oferecem curso de psicologia, pois sempre há vagas para a população.

Então, fica aí a dica para um novo ano: Vamos conhecer melhor os nossos problemas e limitações?

Gostou desse post?
Cadastre-se e receba todas as nossas dicas, artigos e tutoriais por email!
Conversa com a gente
  1. Avatar
    Franci Pacheco
    13/01/2017 às 15:45

    eu super quero buscar ajuda de um psicólogo, desse ano não passa

  2. Avatar
    13/01/2017 às 10:04

    Eu fiz lacan por anos, gosto muito da ideia de eu conseguir resolver meus problemas, eram várias sessões só falando e falando, mas de repente vinha aquele “baque”, a famosa epifania, e, nossa, ali o negócio parece que “resolvia”…