TOP 5 Bases Para Pele Negra!
Beleza
TOP 5 Bases Para Pele Negra!
Lápis Colorido Tie-Dailus!
Maquiagem
Lápis Colorido Tie-Dailus!
Batom Líquido – Vizzela
Beleza
Batom Líquido – Vizzela
Lip Oil – RubyRose
Maquiagem
Lip Oil – RubyRose
Batom Power Bullet Matte – Huda
Beleza
Batom Power Bullet Matte – Huda
A SouSmile Funciona?!
Beleza
A SouSmile Funciona?!
ModaComo combinar terno com sapato?
ModaDe volta aos anos 70: 2 peças e muitos truques de moda!
Off

Coisas que eu gostaria de dizer ao meu eu adolescente

em 29/09/2014 por Karen Bachini

ka-adolescente1

Eu como adolescente sempre fui muito zoeira, mas num nível saudável sabe? Meus pais eram bem rígidos e eu não podia passar muito tempo na rua, mas sempre que podia, me divertia com as amigas. Amava passar todo o meu tempo  na lan house (jogando CS, Diablo e Star Craft), ou Pump/DDR. Sempre fui viciadíssima em jogos, e antes de existirem lan houses eu amava perder minha vida jogando tibia (siiiim eu disse tibiaaaaa) em casa! Eu não tinha muitos planos sobre o que eu ia fazer pelo resto da minha vida, mas sempre soube que eu não queria morar em Nova Friburgo (interior do rio) para sempre.

Eu, como todo mundo, gostaria de dizer algumas coisas ao meu “eu” adolescente. Coisas que teriam feito muitas partes da minha vida muito melhores. Quando a gente é novo, a gente pensa que certas coisas vão mudar nossa vida para sempre, e não é bem assim. Com tudo que vivi e aprendi minha opinião mudou muito.

ka-adolescente2

Não é errado ser diferente

Eu sempre fui do grupinho estranho. Todos os meus amigos tinham cabelo colorido (e era eu quem pintava ainda hahaha), piercings, estilos muito únicos, e eu não era diferente. Aliás eu era sim, sempre fui diferente das outras pessoas, sempre gostei de ser diferente, mas as vezes, por morar em uma cidade pequena e ter uma família super conservadora, me sentia muito mal por isso. Sentia que eu estava fazendo coisas que as pessoas a minha volta não aprovavam tipo usar roupas largas, moletons, coisas pretas e cabelo colorido, passar o dia na lanhouse, jogar jogos de meninos…

As pessoas sempre tem pre-conceito com o que não estão acostumadas e não entendem, e muitas vezes eu deixei de fazer o que eu realmente queria por medo do que os outros iam pensar.

ka-adolescente5

Amigos vão e vem

Certeza que você também pensou que aquela sua amiga da oitava série seria para a vida toda e que você chorou no final do terceiro ano achando que ia continuar revendo suas melhores amigas de escola, com quem você trocou pingente da amizade, para sempre. Mas não vai. As pessoas mudam muito nessa fase, e as mudanças que acontecem aí transformam as pessoas em adultos completamente diferentes do que elas eram. Hoje eu vejo que não tenho mais nada a ver com muitas das minhas amigas da escola, porque somos diferentes mesmo e escolhemos caminhos diferentes.

ka-adolescente6

Mas, ainda assim, algumas amizades são mesmo para sempre ❤

Mamãe e papai não são tão ruins quanto você pensa

Eu não concordava com a maioria das regras dos meus pais, e hoje eu entendo que eram todas para minha proteção. Posso ainda não concordar com algumas delas, mas, ao contrário do que parecia na época, eu não ia morrer e perder os meus amigos se não pudesse chegar depois das 22h em casa.

Ser adulto não é tão fácil e legal quanto parece, tem mais responsabilidades do que você imagina. Morar sozinho e ser livre pra chegar em casa a hora que você quiser também não é tão legal assim, não ter ninguém para dar satisfação é libertador, mas a gente sente falta da família.

ka-adolescente3

Você nunca mais vai gostar de alguém desse jeito, mas isso não é ruim!

Quem nunca teve o coração partido (seja por amigos ou namorados) que atire a primeira pedra. Eu já tive. Chorei, passei noites sem dormir, xinguei e achei que eu nunca mais fosse me recuperar. Aposto que você já disse ou já pensou algo como: “eu nunca mais vou amar assim“. E realmente não vai. O que a gente sente por cada pessoa é único, e não vai se repetir. Você vai gostar de outras pessoas, amar, fazer amizade, namorar, casar. Os sentimentos não vão ser nem mais fortes e nem mais fracos. Só vão ser diferentes.

E não existe isso de: isso vai passar, você vai esquecer…  Eu nunca esqueci nenhum dos relacionamentos que tive. Lembro de todas as amizades, do jeito que as coisas eram, das mágoas também… Mas hoje, eu consigo lembrar de tudo com outra cabeça sabe? A gente sempre aprende com nossas experiências e crescemos em cima delas.

É claro que leva um tempo até você conseguir mudar o seu sentimento e aprender dele, de um jeito que não te magoe mais, mas fique tranquilo porque nada é para sempre, não importa o quanto pareça nesse momento.

Gostou desse post?
Cadastre-se e receba todas as nossas dicas, artigos e tutoriais por email!
Conversa com a gente
  1. Avatar
    João Capozi
    17/10/2016 às 17:53

    Caraca! poderia jurar que vc tinha estudado no Anchieta, Mercês ou Dores. Legal saber que alguém do Jamil, assim como eu, conseguiu vencer na vida!

  2. Avatar
    Julia Moreira
    08/10/2014 às 17:20

    Oi Kah! Te acompanho há alguns meses e jamais imaginaria que você é da minha cidade. Adorei ler o post e saber isso sobre você e o mais engraçado é todo adolescente friburguense tem um mesmo desejo: sair de Friburgo! rsrs. Não sei se você é de vir para cá, mas se não, vou te contar algumas coisas: a cidade está largada. Depois da tragédia (é assim que chamamos por aqui, o desastre natural que aconteceu em 2011), as coisas continuam sem nenhum reparo. A cidade tem poucas opções de lazer… Enfim, se algum dia vier visitar a cidade, lembre que possui uma leitora que admira muito seu trabalho e adoraria te conhecer. Parabéns por ter levantado voo para realizar seus sonhos. Passei a admira-la mais ainda. E vejo em você uma esperança para mim, quem sabe também não consigo obter sucesso na minha área. De qualquer forma, adorei saber que também é friburguense (aliás, é muito melhor dizer que é carioca mesmo ;P). Beijos.

    • Karen Bachini
      15/10/2014 às 22:51

      Que ótimo saber que tenho uma leitora da minha cidade que gosta tanto do meu trabalho!! :DD
      Pois é, ainda tenho família ai e visito as vezes, sei bem como tem acontecido as coisas por ai, apenas muito chateada pela situação. :/
      Beijos

  3. Avatar
    Nay
    06/10/2014 às 20:54

    Ah kah te acompanho a bastante tempo,mas é a primeira vez que comento no teu blog, adorei seu post, ta maravilhoso vc com certeza n e só mais uma blogueira de beleza, vc traz reflexões alem do fisico.
    Mt bom oq está fazendo em seu trabalho, continue assim se superando que vc terá as portas abertas na tua vida direto ao progresso.
    Obg kah te adoro

    • Karen Bachini
      09/10/2014 às 01:12

      Muuiitissimo obrigada!! Que bom que gosta destes posts mais profundos e que vão além de maquiagem. <33

  4. Avatar
    05/10/2014 às 22:51

    Me identifiquei demais com o post! Todas essas foram lições que aprendi no decorrer dos anos, mas não sei se voltaria no tempo pra me aconselhar: eu me deixaria quebrara cara quantas vezes fossem necessárias pra aprender! :)
    Também sofri muito na adolescência por ser “diferente”: andava com um grupo onde a maioria dos membros eram meninos, tinha um cabelo preto com uma mechona vermelha (o que não era muito comum naquela época), usava camisetas de bandas de metal e braceletes, e era viciada em games também! Muitos daqueles que eu considerava meus amigos faziam comentários jocosos, insinuando que eu fosse lésbica (e se eu fosse mesmo?). Isso me marcou demais e sofri por muito tempo, mas hoje também aprendi que ser diferente não é nada ruim!

  5. Avatar
    05/10/2014 às 22:47

    Me identifiquei demais com o post! Todas essas foram lições que aprendi no decorrer dos anos, mas não sei se voltaria no tempo pra me aconselhar: eu me deixaria quebrara cara quantas vezes fossem necessárias pra aprender! :)
    Também sofri muito na adolescência por ser “diferente”: andava com um grupo onde a maioria dos membros eram meninos, tinha um cabelo preto com uma mechona vermelha (o que não era muito comum naquela época), usava camisetas de banda de metal

  6. Avatar
    Luana
    03/10/2014 às 09:10

    Quem nunca perdeu umas boas horas de sono pra jogar Tibia né? kkk
    Eu joguei até pouco tempo, mas acabei parando kkk
    Hoje continuo jogando algo parecido, mas pokémon, acho que sempre vou jogar essas coisas kk

    Sinceramente, nunca imaginei que iria me identificar assim. Sempre fui a “esquisita” da cidade, sempre gostei de usar moletom e roupas largas, mas imagino que muita gente não aprovava isso também. Acho que eu era a única menina da minha idade que ficava horas em lan house jogando kkk, e imagina a reação das pessoas numa cidade de 7mil hab kkk

    • Karen Bachini
      09/10/2014 às 00:30

      AHHAHAHHAh tibia teve seus bons tempos já! Pois é, eu também ainda continuo com os jogos, além de gostar das coisas normais eu sempre gostei dessas coisas diferentes, é mais forte que eu! hahaha :DD

  7. Avatar
    Dani
    03/10/2014 às 01:38

    Nossa Kah, nós éramos adolescentes muito parecidas! Se estudássemos na mesma escola seríamos amigas com certeza haha
    Bom, o que vc disse sobre as pessoas mudarem é bem verdade, minhas 3 bff’s da época se tornaram tão diferentes q parece impossível q um dia a gente pudesse ter tido amizade. Ainda tenho muito carinho por elas (duas delas foram minhas bridesmaid) mas hoje meio q não frequentamos os mesmos rolês, sabe.
    Lembro de quando eu tinha uns 16 anos e meu pai me disse q namoro sério só ia acontecer na faculdade, e olha só, conheci meu marido no Ensino Médio =P
    Ah q saudade me dá daquelas tardes jogando NFSU2, vendo filme de terror e ouvindo Slipknot bebendo Smirnoff Ice na casa da amiga! xD
    Aquele friozinho na barriga segundos antes de beijar o “ficante” do momento haha…
    Saudades, saudades e saudades… Simplesmente amei o post! Bjos!

    • Karen Bachini
      09/10/2014 às 00:11

      É como dizem, a vida é uma caixinha de surpresas hahahha.
      Sobre as pessoas mudarem é isso mesmo, não tem como forçar as coisas, as pessoas acabam seguindo caminhos diferentes na vida. :/
      Beijoos <3

  8. Avatar
    Michelle Pontes
    02/10/2014 às 12:56

    Amei ! caprichou viu rsrrsrsr adolescência, o fase que temos que passa, chorar, brigar, sonhar, rir e por assim vai ……
    A helo nessa foto tá um arraso kkkk

  9. Avatar
    Franci Pacheco
    01/10/2014 às 20:45

    Achei a Helô na foto, que diferente! Adorei esse post.

  10. Karen Bachini
    01/10/2014 às 16:12

    AHAHHAHA é a Helô ta ai em uma das fotos.
    Beijos <3

  11. Avatar
    01/10/2014 às 01:26

    “Mamãe e papai não são tão ruins quanto você pensa” foi a maior lição que eu aprendi depois que sai da adolescência… Ôh fase difícil pra mim foi essa, viu? haha

    • Karen Bachini
      02/10/2014 às 04:08

      Acho que todo mundo passa por essa fase de esclarecimento hahahahaha.

  12. Avatar
    Talita
    30/09/2014 às 22:01

    Perfeito Karen, achei ótimo o post e concordo com tudo, em especial com “o que a gente sente por cada pessoa é único… Mas hoje consigo lembrar de tudo com outra cabeça”… Parabéns pelo post! Adoro seus vídeos!!!

  13. Avatar
    30/09/2014 às 21:44

    Adorei, e me identifiquei muito, eu também era assim, a unica diferença e que casei com o amigo da turminha !!!!! Beijos

  14. Avatar
    30/09/2014 às 20:46

    Nossa, eu adoro esses seus posts mais aleatórios, acho muito gostoso ler e sempre me identifico com alguma coisa ^^

  15. Avatar
    30/09/2014 às 19:40

    Eu diria pra o meu EU: Aproveitaaaa, porque virar adulta não é nada do que você pensa.

    Uma delícia ver suas fotos de adolescente Kah, fico super nostálgica quando vejo as minhas. Apesar dos desafios e inseguranças, creio que é a melhor época da vida. Minha única preocupação era se ia reprovar em matemática hahahaha

    Ps: Meu sonho frustrado de adolescência foi não poder pintar meu cabelo de vermelho(igual o da Dulce do RBD).

  16. Avatar
    Brenda
    30/09/2014 às 16:38

    Após 10 anos do final do 3o. ano, minhas melhores amigas ainda são as de infância! :DDDDDDD

  17. Avatar
    30/09/2014 às 16:15

    Kah, adorei o texto <3 e concordo com tudo que você até a parte que adorava jogar Tibia HAHAHAHA
    Uma coisa é certa, você parecia feliz e animada em todas as fotos :)

  18. Avatar
    Mary
    30/09/2014 às 16:03

    Passei minha adolescência jogando Quake3 arena no drramcast on line e gastando muita grana no DDR pra terminar afronova na versão mais hard e desbloquear novas musicas o shopping suando na frente do povo kkkkk fora as lan houses e corujões de batlefield e CS…
    Esse tempo para mim foi importante demais e até hj não me esqueço como passei minha adolescência de um jeito tão saudavel e nerd! Kkkk

  19. Avatar
    30/09/2014 às 13:46

    Super te entendo.. e concordo!!!
    Vale falar das mudanças do corpo.. e, poxa, são tantas!! No auge de fazer 30 anos (essa semana) vejo qta coisa mudou nos meus conceitos, mas vejo tbm tantas outras q se afirmaram… O mais importante é tentar amar o que eu sou, e isso eu já entendi!
    Beijo

  20. Avatar
    30/09/2014 às 13:05

    Acho que eu também falaria pra eu ser um pouco menos dramática e aproveitar mais a vida. A gnt tem mania nessa fase de achar que tudo é muuuuuito mais do que realmente é, e muitas vezes perdemos oportunidades únicas! Ps.: quedi o fofo do Majin Boo? #chateada

    • Karen Bachini
      02/10/2014 às 01:48

      Oii, não sei se tem mais as pessoas tem tido dificuldade de encontrar, não tem uma loja física próxima de você?

  21. Avatar
    30/09/2014 às 12:46

    Aii Kah, que demais esse post! :)
    Agora vou ficar pensando em coisas que eu diria para o meu eu adolescente também :D Uma das coisas, com certeza, seria que amigos vão e vem. Morei durante quase 3 anos da minha adolescência fora do Brasil e isso na época parecia horrível. Mas hoje penso que se eu tivesse a cabeça mais aberta, teria aproveitado muito mais essa oportunidade! Mas enfim…rsrsrsrs
    Gostei muito do post, Karen! E das fotinhos também :)

  22. Avatar
    Luana
    30/09/2014 às 12:42

    Amei esse post, Kah! Você como sempre, fazendo a diferença e inovando. Fico feliz por você se dedicar em melhorar cada vez mais e trazer coisas novas, mas sem deixar de ser você. E sobre o “mamãe e papai”, realmente é verdade! Hahahha! Hoje sou mãe e me vejo fazendo as mesmas coisas e pensando da mesma forma que meus pais (confesso que as vezes sou até pior, hahaha)! Beijos Kah!

    • Karen Bachini
      02/10/2014 às 01:38

      HAhahah não tem como acontece com praticamente todo mundo essas coisas dos pais.

  23. Avatar
    30/09/2014 às 12:34

    Ótimas dicas pra quem tá passando por essa faze em que a gente sempre acha que vai morrer e não consegue ouvir e enxergar com clareza os conselhos! Me identifiquei muito com o texto! http://simsemfrescura.blogspot.com.br/

  24. Avatar
    carla
    30/09/2014 às 12:30

    Fotos lindas.

  25. Avatar
    Amanda
    30/09/2014 às 11:51

    Sabe que fiquei meio “triste” com essa postagem? Não triiiiiste, mas é que com essas fotos lembrei tmabém da minha adolescência e das amizades (que muitas ainda carrego até hoje), mas que nunca mais vão ser como antes. Tudo tão a flor da pele. As vezes faz falta gostar de pessoas com uma inocência e uma amor tão gigante assim. Só adolescentes vivem isso. É a minha saudade. ;) ….. amei ♥♥♥

  26. Avatar
    Taissa
    30/09/2014 às 10:40

    Aposto que muita gente como eu, foi lendo a postagem e rolando pra baixo esperando encontrar uma foto da Helo adolescente. hahaha

  27. Avatar
    Clarissa
    30/09/2014 às 10:37

    Gente, que post bacana! Tem um monte de coisas que eu gostaria de dizer ao meu eu adolescente. Sinceramente, essa é uma fase da vida da qual eu não tenho muitas saudades, mas se eu soubesse naquela época o que eu sei hoje, tudo teria sido diferente.

  28. Avatar
    30/09/2014 às 10:27

    Ei Kah! Adorei o post super sentimental e sincero e ainda mais ver suas fotos da adolescência! Que gracinha, muito bacana. Fizemos um post parecido em nosso blog, carta ao filho que um dia teremos, se puder passe lá depois para ver! Beijos

    http://estiloadois.com.br/carta-ao-filho-que-ainda-vou-ter/

  29. Avatar
    Miuri
    30/09/2014 às 10:11

    Uau… Eu nunca tinha parado para pensar em deixar um recadinho para o meu eu adolescente… Será que eu ia acreditar em tudo? Me identifiquei com o texto… Perspectiva muito interessante… Adorei… :)

  30. Avatar
    Thaiane
    30/09/2014 às 08:37

    Karen, bom dia.
    Fiquei super emocionada com seu post. Obrigada pro fazer eu relembrar minha adolescencia… Gostei muito de ver um pouquinho da sua também.
    Quanto mais o tempo passa vejo que a vida é tão curta e, tudo se move tão depressa. E, o tempo é preciso demais! Coisas que queria dizer para o meu eu adolescente… =)
    Beijos, parabéns pelo blog, cada vez melhor!!!

  31. Avatar
    Glaucia
    30/09/2014 às 08:33

    a mesma carinhaaaa!!! hehehehe..

    ameii…
    adoro seus posts são sempre tão cheios de amor!!!
    <3

  32. Avatar
    Nana
    30/09/2014 às 00:48

    Gostei do post. Eu me identifico com as coisas que você falou. Realmente essa mudança de fase da vida é delicada. Eu tive minha parcela de dor e até mesmo frustração de quando as pessoas começam a seguir rumos diferentes e toda aquela relação de amizade começa a parecer até que nunca existiu.
    E realmente a família faz falta. Infelizmente o pilar da minha nunca mais vai voltar, mas eu ainda tenho minha irmã como meu porto seguro, apesar de morarmos em estados diferentes agora.
    Mas o pior com certeza é a forma como as datas comemorativas perderam a força… Passar o natal sem fazer nada como se fosse um dia qualquer ou o ano novo ou o aniversário, é uma coisa que acontece muito comigo depois que passei a morar só.

    • Karen Bachini
      02/10/2014 às 01:32

      Poxa, é realmente complicado como as coisas mudam com o tempo e as vezes não ficam como a gente espera. :/

  33. Avatar
    Ana Maria
    30/09/2014 às 00:26

    KAHHH VC JOGAVA TIBIA? hahaha quem nunca? gostei muito desse post ;D bjs

  34. Avatar
    Jonathan Hirakawa
    30/09/2014 às 00:17

    Algumas coisas são engraçadas, né? Acho que se eu pudesse dizer alguma coisa para o meu “eu adolescente” seria: cobre-se menos.

    Eu sempre fui muito foda-se com o mundo, era o menino de cabelo colorido e alargador na escola, o povo me achava esquisito e eu nem ligava, fazia porque achava (e continuo achando) bonito. O tempo passa e hoje sou caretinha, meio preppy, nosso estilo amadurece não é mesmo?

    Mas acho que, basicamente, o que é palavra chave para a adolescência é: viva apenas, sem culpa ou preocupação.

    Eu queria coisas demais, que na época eu não poderia ter (até porque não tinha idade para isso), e ficava me cobrando para ser mais e melhor, sempre, e gente, isso é uma jornada sem destino!

    Hoje sou bastante satisfeito comigo, o que eu consigo mudar eu mudo, o que foge da minha capacidade eu deixo passar, fazer o que não é mesmo?

    Mas adorei a pauta, parabéns. =D

  35. Avatar
    Marina
    29/09/2014 às 23:21

    Adorei o post! Me pareceu que você estava fuçando em uma gaveta esquecida e deu de cara com essas fotos antigas, ai pensou em como você mudou… e fez toda essa reflexão. Sei que eu fiz! Hoje tenho 30 anos e já passei por tantas fases, essa q você citou e outras. Já fui tantas Marinas e dou graças a Deus , que ter sido todas para me tornar esta aqui! hehehe ai ai … adorei mesmo! Beijão

  36. Avatar
    Lais Massacesi
    29/09/2014 às 21:58

    Hahahaha, adorei kah! Me identifiquei muito com seu sentimento. :)

  37. Avatar
    29/09/2014 às 21:30

    Melhor post! Melhores fotos!
    Eu tenho muitas saudades da minha adolescência…

  38. Avatar
    Ane Raffaele
    29/09/2014 às 21:09

    Adorei a matéria!
    Ainda não acredito que você é de Friburgo, impressionante! Uma vez a vi aqui na cidade.
    Muito legal ver essas fotos, é muito bom rever fatos de nossa adolescência e ver o quanto evoluímos!

    Espero esbarrar com você na Alberto Braune um dia! Um forte abraço!

    • Karen Bachini
      02/10/2014 às 00:50

      Hahahhaha as vezes vou pra lá visitar a família, quem sabe a gente não se esbarra lá. :)

  39. Avatar
    29/09/2014 às 21:04

    Adorei o texto Kah é é pura verdade a cabeça da gente muda i jeito de ver as coisas…beijo

  40. Avatar
    29/09/2014 às 19:57

    Não consigo nem escrever o que esse texto me fez pensar/sentir, pq to vivendo uma fase bem “assim como vc falou”. Enfim, é bom ver que o peso foi embora, mesmo que as memórias fiquem… Obrigada pelo texto!

  41. Avatar
    Cris Silva
    29/09/2014 às 19:24

    Kah, ótimo texto!!
    Seria tão mais fácil se soubéssemos disso tudo né? Mas ao mesmo tempo não teríamos adquirido a experiência necessária para conduzir a vida! Precisamos passar por cada situação pra aprendermos a lição!! Adorei seu texto!! Bjoo

    • Karen Bachini
      01/10/2014 às 18:13

      Seria mais fácil mesmo, mas ai a gente percebe que as coisas não teriam o mesmo gostinho, as experiências, os aprendizados. :D

  42. Avatar
    Taíse Câmara
    29/09/2014 às 18:38

    Lindo texto, amei e concordo em tudo!