Perfume 212 Vip Rosé – Carolina Herrera
Beleza
Perfume 212 Vip Rosé – Carolina Herrera
Matt Touch Blush – Essence
Maquiagem
Matt Touch Blush – Essence
Swatches – Base Feels RubyRose
Maquiagem
Swatches – Base Feels RubyRose
Primer Minimize Pores – Smashbox
Maquiagem
Primer Minimize Pores – Smashbox
Batom Artist Nude Cream – Make Up Forever
Beleza
Batom Artist Nude Cream – Make Up Forever
Esponja de Maquiagem Super Soft – Pramaquiar
Beleza
Esponja de Maquiagem Super Soft – Pramaquiar
Off6 Pages Feministas que você precisa conhecer
CabelosCoisas que você não sabia sobre shampoo a seco
Vídeos

Preconceito por causa do seu estilo

em 24/02/2016 por Karen Bachini

Você já sofreu preconceito por causa do jeito que se veste ou por causa do seu cabelo? Eu fiquei muito pensativa sobre isso depois desse post que fiz aqui há alguns dias, e resolvi gravar um vídeo falando mais sobre o assunto.

Eu sofri muito com preconceito com o jeito que eu me vestia e usava meus cabelos, e aprendi muito com isso. Hoje eu não ligo muito para o que os outros falam, ou pelo menos tento não deixar isso me atingir.

Morar em São Paulo abre muito a cabeça da gente, a gente começa a ver pessoas de todos os estilos e cultura, e começa a achar que tudo é aceitável, lindo e perfeito. Eu estou vivendo uma fase bem livre-leve-e-solta, e estou querendo mais do que nunca mudar o jeito que eu me visto e a cor/corte dos meus cabelos, para ser cada dia mais eu, sabe?

assuma-seu-estilo

E aí, vamos entrar nessa? Vamos assumir nosso estilo?

Beijos!

Gostou desse post?
Cadastre-se e receba todas as nossas dicas, artigos e tutoriais por email!
Conversa com a gente
  1. Avatar
    Fernanda Lelis Bauer
    31/01/2017 às 09:33

    Eu trabalho na mesma empresa há quase 10 anos. Então, já tive muitas fases e estilos ao longo desse tempo.
    Quando eu entrei aqui, eu era estagiária, e não tava muito preocupada com o que pensavam. Aí depois eu percebi que, mesmo após ser promovida, as pessoas não me levavam a sério por causa do visual.
    Aí eu me formei na faculdade, e fiquei esperando uma promoção daquelas que estava condicionada a ter diploma. Estava usando um visual quase executivo, só pra ser vista pela equipe com bons olhos.
    Aí o que aconteceu? Eu não ganhei a promoção. Então resolvi ligar o foda-se. Raspei metade da minha cabeça, a parte que sobrou pintei de verde, voltei a usar preto total, uso creeper, voltei a usar argola no nariz, fiz tatuagem….
    Enfim, tô aqui, e sei que devem falar muita merda por trás. Mas foda-se. Quem paga meu salário não falou nada.
    Fica o conselho, flor: LIGA O FODA-SE!

  2. Avatar
    Cissa Rihs
    12/03/2016 às 20:14

    que brinco mara!!!! :*

  3. Avatar
    Ana Clara Magalhães
    03/03/2016 às 18:48

    Kah, onde vc comprou esse brinco?

  4. Avatar
    Bruna Lombardi de Azevedo
    26/02/2016 às 21:43

    Nossa, eu mesmo morando aqui nos estados unidos tenho um pouco de preconceito por ter cabelo azul e tb por ir em raves. Cabelo azul e rave… sou faz merd*, eh uma perdida na vida, uma drogada!!! NAO! Sou mae, trabalho pesado 9 horas por dia, faço faculdade… cuido da casa… sou uma pessoa como outra qlqr…! Não faço nada de mau pra prejudicar ninguém, pelo contrario.. quero o bem de todo mundo e sempre ajudo qd posso! Espalho sorrisos pra todos em todo lugar, sou da paz. Raves, aqui chamamos de festivais… não pq vamos a esses lugares que somos pessoas drogadas, loucas… não! Eu AMO musica eletrônica e AMO ir em festivais. As pessoas são de paz, sorridentes, eh uma vibe diferente, boa… existem sim pessoas que optam em usar drogas, beber álcool, mas isso eh uma opção de cada um, e não de todos. As pessoas tem que começar a olhar e cuidar da própria vida e deixar de julgar as pessoas sem saber, sem as conhecer-las… acho que por isso que o mundo eh desse jeito…! Enfim… foi um meio desabafo.. jah que o assunto foi preconceito…. <3 eu quero eh paz…

  5. Avatar
    Lucy
    26/02/2016 às 10:04

    Karen, por que você não responde os comentários??

    • Avatar
      Karen Bachini
      28/02/2016 às 17:20

      Oi Lucy! Eu leio todos os comentários mas to super sem tempo pra responder! Quando eu consigo dou uma passadinha aqui :D

  6. Avatar
    Franci Pacheco
    25/02/2016 às 11:05

    muito motivador esse teu vídeo, Káh! Nunca passei por nada do tipo, mas imagino o quão ruim isso seja

  7. Avatar
    Zilandra Batista Rodrigues
    25/02/2016 às 10:52

    O Video ficou maravilhosoooo, estilo nao define carater ne?
    bjs MARAVILHOSA

  8. Avatar
    Bruna Barievillo
    25/02/2016 às 05:49

    “torna-te quem tu és”. Infelizmente, cada vez mais me convenço de que a natureza do homem é discriminatória. Por motivos diversos, toda diferença é apontada, condenada para que o apontador se sinta melhor consigo mesmo dentro do seu próprio desajustamento.

    http://www.divaeblogueira.com.br/

  9. Avatar
    24/02/2016 às 22:23

    Oi Karen! Primeiramente, PARABÉNS!!! Super, super apoio essa campanha: SEJA QUEM VOCÊ QUER SER. Eu passei por situações parecidas quando era mais nova e me identifico demais. Sou de uma família super tradicional e conservadora, do interior do Piauí, e… ERA A ESTRANHA DA FAMÍLIA! Só porque eu tinha umas ideias liberais a respeito de muita coisa; escutava rock; vestia preto, all star, brincos de prego, muito lápis de olho e etc… Minhas tias brigavam comigo todo dia! Tinha dias de me proibir de sair com a roupa que eu quisesse. Loucura! Todos meus tios diziam que eu era revoltada, perguntavam porque eu não me vestia como minhas primas, com roupas “normais”, e eu só queria mostrar meu gosto, minhas ideias e meu estilo. Depois de muito bater de frente, eles acabaram me tolerando, porque até hoje, mesmo eu já tendo amadurecido e deixado isso de lado, eles nunca vão aceitar o meu jeito DIFERENTE de ver o mundo…Quando eu fiz tatuagem então (faz um ano), foi um paranauê danado…. Então foi muito difícil pra mim essa fase, mas hoje eu tenho orgulho de mim mesma, mesmo que para alguns eu pareça “estranha” ou “retardada” ou “esquisita”, eu me amo e todas essas coisas é que fazem a minha personalidade. Vamos lutar pela liberdade de expressão e estilo!

    Que a Força esteja com você! <3

  10. Avatar
    Camila Braga
    24/02/2016 às 20:35

    Geeente te entendo perfeitamente! Já tive cabelo rosa e morava no interior de MG e ouvia todo tipo de coisa, mas o pior mesmo é ouvir da própria família que “deveria” ser as pessoas que te amam independente da cor do seu cabelo.
    Mas ainda hoje quando comento com alguém que já tive cabelo colorido, as pessoas ficam: “O que?! Você?!”. E eu sempre penso “Sim eu!”

  11. Avatar
    Tatiane Nascimento
    24/02/2016 às 19:57

    Pinta sim!!!! De azul ou roxo? Quem sabe uma loira platinada?