TOP 5 Bases Para Pele Negra!
Beleza
TOP 5 Bases Para Pele Negra!
Lápis Colorido Tie-Dailus!
Maquiagem
Lápis Colorido Tie-Dailus!
Batom Líquido – Vizzela
Beleza
Batom Líquido – Vizzela
Lip Oil – RubyRose
Maquiagem
Lip Oil – RubyRose
Batom Power Bullet Matte – Huda
Beleza
Batom Power Bullet Matte – Huda
A SouSmile Funciona?!
Beleza
A SouSmile Funciona?!
Moda

O exercício da compra consciente

em 13/10/2014 por Bia Yzawa

Quem nunca comprou por impulso que atire a primeira pedra! Não é nada fácil separar aquilo que é puro desejo daquilo que realmente será útil, não é mesmo? Falando um pouco da minha experiência, por amar o mundo fashion (e todos os dias acompanhar blogs de Moda e Beleza), sempre vejo alguma peça de roupa ou sapato que faz meu coração acelerar. Mas se todas as minhas compras se baseassem nesse meu estado de desejo, nossa, já estaria bem enrascada! E é por isso que nos últimos meses tenho feito um constante exercício de compra consciente – o que não é tarefa fácil, mas dá para chegar lá.

Por isso quero compartilhar com vocês um esquema para reduzir as compras por impulso, seja por motivos financeiros, pela busca de um guarda-roupa mais funcional, consumir conscientemente ou pela soma de todos esses fatores.

compra-consciente-1D

Estabeleça um limite de tempo:

Você é muito consumista e não tem o costume de planejar? Então comece com um período curto de tempo para tentar cumprir esse exercício de compra consciente. Se você já faz algum controle financeiro, estabeleça o tempo máximo que consiga visualizar suas compras futuras.

 

Faça uma lista:

Liste tudo que gostaria de ter no seu closet para os próximos X meses do seu planejamento.

Escreva tudo, sem limites: as peças que você acha que precisa; aquele vestido desejado; se precisa repor aquela camisa que manchou; se precisa de uma calça nova para trabalhar etc. Importante pensar também nas peças básicas que a gente não se empolga na hora de comprar, tal como meias (vale mais a pena substituir a meia furada do que comprar um lenço que você nem estava precisando).

 

Revisão:

Hora de reler e cortar tudo o que é desnecessário e/ou que pode esperar mais um tempo para a compra. Para essa revisão, importante pensar:

  • É um item que precisava “para ontem”?
  • Faz falta no meu dia a dia?
  • Se eu tiver essa peça, quantos looks consigo montar?
  • Quantas vezes sou capaz de usar?

Pense nessas perguntas para cada peça listada, isso vai ajudar na exclusão daquilo que, provavelmente, seria uma compra impulsiva. Também gosto de pensar na quantidade de peças novas que estariam dentro do limite da “normalidade”: “É normal comprar 10 peças de roupas em um único mês?”; “É aceitável comprar uma nova peça de roupa por mês?”. Limite o número de peças de acordo com o seu orçamento – isso também vai ajudar a reduzir os itens da sua lista.

compra-consciente-2

Hora de comprar

Ok, você fez a lista e já riscou tudo aquilo que poderia ser uma compra impulsiva: hora de partir para a compra. Provavelmente você não vai encontrar todos os itens da sua lista num único mês, até porque você não vai comprar qualquer coisa, não é?

Exemplo: você está precisando de um blazer preto. Não vá comprar o primeiro blazer preto que aparecer na sua frente, já que ele será o único no seu guarda-roupa. Controle o impulso e analise bem a peça. Então é para ser chata mesmo: analise o tecido (você gosta? É macio? É confortável?); experimente e veja se você gosta daquele modelo no seu corpo. Tem que ser cricri. Se você gostou 100% dele, acredite, você vai saber. Aí sim será a sua compra consciente.

Comprou? Passa para o próximo da lista!

Tome cuidado para não comprar o mesmo item mais de uma vez. O que é comum acontecer: comprou o vestido vermelho na primeira loja que viu, depois de três meses vê outro vestido vermelho em outra loja, acha lindo e compra. Agora tem dois vestidos vermelhos, praticamente iguais. Gente, não! Comprou o item que queria? Agora esquece: você já tem um vestido vermelho – hora de passar a procurar outros itens da sua lista.

 

Esse é um esquema inicial para quem procura consumir sem impulso. Gostaram das dicas? Então comentem para eu saber se vocês querem outras postagens sobre compra consciente. Para quem já está nesse processo, sei que não é fácil, mas aos poucos a gente vai se acostumando e adquirindo novos olhares para as compras. E se você já é expert em fazer compras inteligentes, compartilhe sua experiência com a gente!

Consumismo Consciente

em 06/09/2012 por Karen Bachini

Eu sempre achei que mulher tem um gene consumista sabe? Acho que a gente já tem uma propensão genética e hormonal a gastar rios de dinheiro, feito capitalistas selvagens, e com certeza, para nós é muito mais difícil se manter no controle da carteira já que a maioria dos lançamentos do mercado são voltados para nós.

Mas hoje em dia é muito importante consumir conscientemente. No último vídeo de comprinhas de Buenos Aires mesmo falamos sobre isso. As vezes acabamos comprando coisas só porque achamos o preço bom ou porque temos o dinheiro para gastar, e depois elas ficam encostadas na gaveta, usamos 1 ou 2 vezes, ou até nenhuma vez.

Mas quando a gente para para pensar sobre consumismo consciente, bate uma dorzinha no coração.

“Qual o seu maior sonho? O que você precisa fazer para torna-lo real? Já pensou que a maneira que você usa o seu dinheiro pode fazer a diferença na hora de realizá-lo?”

Já parou para pensar que deixar de comprar aquele cosmético ou roupinha na promoção hoje pode realizar seu sonho de viajar, comprar um carro, casa própria no final do ano?

O Banco Itaú Unibanco lançou uma campanha que eu apoio “Uso Consciente do Dinheiro“. Para participar você não precisa ser cliente do banco, então todo mundo pode acessar o site. Você não precisa se cadastrar, é só acessar e conferir o portal com muitas dicas para economizar o seu dinheiro e realizar seus sonhos.

São vídeos, podcasts, calculadoras, artigos, testes, simuladores, tudo para fazer você usar seu dinheiro mais conscientemente. O mais legal é que os artigos abrangem não somente economizar o dinheiro, mas também como sair do vermelho, pagar sua conta do cartão atrasada, o que fazer com o dinheiro que sobra, etc. Os artigos são curtos e objetivos, não tem enrolação.

Tem até uma calculadora para você saber quantas horas você precisa trabalhar para comprar determinado bem de consumo.

Parabéns Itaú Unibanco pela iniciativa, eu já estou dentro!