TOP 5 Bases Para Pele Negra!
Beleza
TOP 5 Bases Para Pele Negra!
Lápis Colorido Tie-Dailus!
Maquiagem
Lápis Colorido Tie-Dailus!
Batom Líquido – Vizzela
Beleza
Batom Líquido – Vizzela
Lip Oil – RubyRose
Maquiagem
Lip Oil – RubyRose
Batom Power Bullet Matte – Huda
Beleza
Batom Power Bullet Matte – Huda
A SouSmile Funciona?!
Beleza
A SouSmile Funciona?!
Off

E o #ZeroReais?

em 01/05/2012 por Karen Bachini

Não foi primeiro de Abril! há! O Zero Reais realmente aconteceu.

Eu tentei passar o mês de Abril sem comprar nada. Descobri que isso é impossível HAHAHAHA! Por mais que você economize bastante e aprenda a gastar o seu dinheiro, sempre vão surgir itens que você ama e vai querer levar para casa.

Nas primeiras 2 semanas eu não comprei nada. Nada mesmo, nem um batonzinho de 4 reais, por mais que eu tenha gostado da cor. Me segurei de todas as formas, e quando passava o item pelo meu questionário imaginário(Preciso realmente desse item? Quantas vezes vou usa-lo? Tenho oportunidade de encontrar algo similar mais tarde? etc etc), ou eu decidia que não precisava dele ou eu já estava tão cansada de tanto considerar que desistia do item.

Na terceira semana eu comecei a achar itens que eu realmente queria muito, como por exemplo o gaveteiro para guardar minhas maquiagens. Eu queria esse item há bastante tempo, e chegou um dia(provavelmente de tpm) que eu já não conseguia mais suportar não ter um gaveteiro direito e estar guardando as maquiagens amontoadas. Faziam alguns meses que eu estava a procura mas nunca achava algo que eu realmente me apaixonasse. Sai pela vigésima vez a caça, e quando achei que não ia encontrar nada, acabei achando um e comprei.

Não me arrependi de compra-lo e não considerei uma compra fútil ou desnecessária, muito pelo contrário.

Ao longo das últimas duas semanas comprei mais uns 5 ou 6 itens que eu queria muito(um deles sendo o anel do Darth Vader que eu tenho certeza que valeu furar o #zeroreais HAHAHAHA). Mas com muito orgulho entrei, olhei tudo e sai de lojas que antes eu compraria diversas peças sem nem pensar duas vezes, sem uma bolsinha sequer.

Com esse projeto aprendi que ser uma pessoa controlada e menos consumista não significa fechar a mão e não levar nada pra casa. Significa pensar muito bem antes de adquirir qualquer item e considerar os prós, contras, valor, custo benefício, etc, e levar para casa apenas o que você precisa, ou o que você realmente vai usar. E NUNCA comprar por impulso.

Para aprender a fazer essa consideração de preciso ou não preciso, levo ou não levo, recomendo a leitura desse artigo da Thalassa Coutinho.

Ser uma pessoa controlada não é fácil. Quando eu tinha um salário fixo(e morava com papai e mamãe) eu achava muito mais fácil controlar os gastos e contas, afinal nem tinha tantas contas para pagar assim. Sempre destinava uma % do que ganhava para gastar, outra para juntar, pagar contas, etc. Mas quando a gente é freelancer, e quando a gente mora sozinha e tem um milhão de contas variáveis para pagar, você nunca sabe quanto terá disponível para gastar, e nos meses que você trabalha mais, acaba gastando mais, e se acostuma mal. É um novo desafio para mim, aprender a controlar minhas finanças mesmo sem ter um salário fixo. Pior é quando você conta com um valor fixo e BUUUM lá vem a conta de luz muito alta porque você usou o ar condicionado demais.

Mas acho importante para todo mundo sempre considerar os prós, contras, se você realmente precisa do produto, se vai usar ou se vai ficar jogado no guarda roupas, e MUITO importante: a conta do cartão de crédito.

Eu não costumo parcelar nada do que compro, só compras gigantes mesmo tipo um eletrodoméstico bem caro. Mas mesmo assim eu tento juntar dinheiro e comprar a vista como fiz com 90% dos móveis da minha casa. Eu acho que ir comprando coisas no cartão é um caminho fácil para você perder a conta e terminar que nem a Becky Bloom, com uma mesa cheia de contas e enviando cartas pedindo clemência ao seu gerente do banco! rs

Tendo isso tudo em mente, comecei a ver também que o que certas pessoas consideram consumismo, pode estar dentro da sua realidade. EU consumo muito maquiagem, itens de beleza e cuidados com a pele. Mas isso é minha profissão. Eu sou blogueira, sou maquiadora, compro muita coisa para mostrar no blog, porque é o que eu amo fazer. Também compro novos itens para por na maleta, porque quando você maquia para fora, as coisas acabam igual água… Enquanto eu não consigo terminar o meu pó da cor da minha pele, vai quase que um por mês de cada outra cor…

E eu sei que muita gente vê isso como consumismo desnecessário, como meu amigo diz “capitalismo selvagem“. Mas a verdade é que cada um tem suas razões, motivos, e desde que o dinheiro seja seu, você pode gasta-lo com o que quiser, com o que te faça feliz. E não deixe que outras pessoas te julguem. Nada de esconder sacola no guarda-roupas, no porta malas do carro, dizer que ganhou da amiga. Se você sente necessidade de se justificar, tem alguma coisa errada aí, e não foi uma compra consciente.

Em contra partida também é muito bom investir seu dinheiro em algo sólido, que te dê segurança no futuro. Eu sei, e como sei, é muito bom gastar dinheiro com as coisas que você vê e quer levar para casa. É muito delicioso levar aquele par de botinhas que ficaram te olhando da vitrine, coloca-las na sacola, depois no guarda roupas, chama-las de suas, passar horas planejando looks e maquiagens para combinar, lugares para ir… Mas melhor ainda é saber que no final do mês, ou no início do próximo, você vai ter segurança financeira, que não vai precisar arrancar os cabelos da cabeça na hora de pagar as contas, e que se algum imprevisto acontecer, você poderá se manter sem precisar de ajuda de outras pessoas(ou de um empréstimo bancário). Isso sim é muito mais gratificante do que olhar aquele seu par de botinhas no guarda roupas e pensar: como vou pagar o aluguel esse mês?

Esse mês de abril #zeroreais ficou como um exercício para mim. Aprendi a pensar muito bem antes de levar um item para casa, e não comprar nada por impulso. Eu acho legal impor esse desafio a você mesmo, para que possa aprender quando comprar e siiiiim ficar com a consciência pesada depois de comprar coisas que não vai usar.

Mas como eu sempre digo, não imponha a si mesmo metas impossíveis, porque ninguém é capaz de mudar da água pro vinho. Trabalhe sempre com metas realistas. É muito mais gostoso ver que você alcançou uma meta pequena, baby steps, do que você ver que fracassou na meta da sua vida. Afinal escada a gente sobe degrau por degrau, não é mesmo?

E aí, como está o capitalismo selvagem de vocês?

Off

Projeto #ZeroReais

em 01/04/2012 por Karen Bachini

Que mulher gasta mais do que homem, a gente sabe! Também, pudera! Enquanto eles têm quatro opções: camiseta, camisa, calça e bermuda , nós temos, no mínimo, DEZ: saia, bermuda, shorts, vestido, camisa, camiseta, regata, calça jeans, colete, jaqueta…

Mas sabe quando você compra várias coisas e depois elas ficam estocadas no seu closet? Isso acontece com todo mundo, independente da marca ou valor da peça. Por isso, Claudinha StocoPriscilaGFlores e eu, propomos um desafio, nesse mês de abril vamos consumir conscientemente. Não preciso desse item? Não compro!

Eu vou tentar passar o mês de abril sem comprar nadica, será que vou conseguir?

Vamos juntas aproveitar esse mês para pagar a fatura altíssima do cartão e não adicionar mais nada nela.

Durante o mês vocês também verão aqui outros posts sobre o assunto, e no final do mês vou postar um diário breve contando como foi o mês, se consegui me controlar, como resisti aquela liquidação incrível…

E vocês, topam participar do Desafio #ZeroReais?

Vocês podem contar as experiências pelos comentários dos blogs, nas FanPages e através do twitter, usando a Hashtag #ZeroReais.

Boa sorte pra gente! Vamos precisar!