TOP 5 Bases Para Pele Negra!
Beleza
TOP 5 Bases Para Pele Negra!
Lápis Colorido Tie-Dailus!
Maquiagem
Lápis Colorido Tie-Dailus!
Batom Líquido – Vizzela
Beleza
Batom Líquido – Vizzela
Lip Oil – RubyRose
Maquiagem
Lip Oil – RubyRose
Batom Power Bullet Matte – Huda
Beleza
Batom Power Bullet Matte – Huda
A SouSmile Funciona?!
Beleza
A SouSmile Funciona?!
Beleza

Dupes: Rebel da Mac e Seus Irmãos Baratinhos!

em 03/12/2014 por Duda Fernandes

Oooooi!

Hoje resolvi fazer diferente e trouxe não uma, mas três opções de dupes para o nosso batom estrelinha da vez!

Eu amo batom escuro e um dos tons que mais desejei desde sempre foi com certeza o Rebel da Mac! E não é atoa! Ele tem um tom de vinho/uva maravilhoso como poucos batons que já vi na vida. Mas, mesmo sendo tão diferente a gente sempre dá um jeitinho de encontrar opções mais baratinhas e acessíveis para substituir e gastar um pouquinho menos, né?

Dentre os dupes de hoje temos dois nacionais e um importado de farmácia, que resolvi mostrar por que mesmo sendo importado é mais barato do que os nacionais. Eles não são dos mais idênticos, mas acho que super substituem e para mim são beeem similares!

IMG_0287

Vamos começar pelo Rebel, para termos a base para comparação:

Rebel

Esse batom para mim é um enigma! Em cada luz e tom de pele tu tem um batom diferente, é impressionante! Para mim, ele puxa mais pro roxo do que pro vinho, mas como disse, ele muda muito conforme a luz.

Em seguida temos o primeiro irmão e que para mim, é o mais próximo da família: A Grande Diferença da Tracta!

batom a grande diferenca

Para mim são gêmeos! O A Grande Diferença tem acabamento um pouco mais cremoso e a cobertura é um pouquinho menor, mas eu vejo praticamente o mesmo tom.

O segundo irmão que encontrei foi o Berry Noir, da Contem 1g:

berry noir

O Berry tem acabamento mate e por isso a cobertura dele é mais intensa do que a do Rebel. Além disso, o fundo dele é um pouco mais vinho, enquanto o Rebel puxa mais para o roxo e rosa.

E o último que incluí na família, o Sugar Plum Fairy da Wet’n’Wild:

wet n wild

Já começo dizendo que eles se parecem mais do que as fotos aparentam, acreditem! Tirei todas as fotos na mesma luz, mas por alguma obra do oculto, esse batom saiu um pouco diferente do que é em todas as fotos que fiz. Anyway…  Para mim não dá para dizer que são iguais, mas se parecem bastante. A diferença está novamente no fundo da cor.  O Sugar Plum tem mais vermelho no fundo, o que faz com que ele puxe mais pro vinho do que pro uva.  O acabamento destes dois para mim foi o mais parecido entre os três que comparei. Embora o Sugar Plum Fairy tenha acabamento mate, ele não é totalmente seco. A cobertura dele é bem consistente e isso somado ao acabamento semi-opaco, faz com que ele tenha uma textura praticamente igual a do Rebel.

Abaixo um do ladinho do outro para gente poder comparar ainda melhor:

swacthes dupes Rebel da Mac

E por ultimo, o Rebel no lábio inferior e o A Grande diferença no superior:

dupe Rebel da Mac

Muito amor, né?

Ah, antes que eu esqueça, vamos comparar os preços!

  • Rebel da Mac – R$ 66,00
  • A Grande Diferença da Tracta – R$ 19,90
  • Berry Noir da Contem 1g – R$ 38,00
  • Sugar  Plum Fairy da Wet’n’Wild – $ 1,50 em média

Se quiser ver uma ideia de maquiagem para usar com esse tom de batom e também conferir o A grande Diferença em ação, da uma olhada no tutorial abaixo:

E por hoje foi isso, gurias! Qual vocês acharam mais parecido?

Maquiagem

Importado X Nacional – Batom Líquido!

em 12/11/2014 por Duda Fernandes

Ooooi gurias! O post de  hoje é mais que um Dupe! Além de compararmos a cor, também vamos comparar a textura, acabamento, duração, enfim, todas as semelhanças de um batom líquido importado x batom líquido nacional! Escolhi cores bem parecidas para mostrar para vocês! Hoje vamos comparar o famoso, lindo e amado Velvetine Suedeberry da Lime Crime com o batom líquido, nacional e super BBB Allegro da Dailus Pro.

IMG_9555

Como dá para perceber, os dois são bem alaranjados e tem embalagens e aplicadores bem parecidos, olha ai!

IMG_9503-750x592

Para mim, a principal diferença está na textura! Enquanto o Velvetine é realmente um batom líquido, o da Dailus é bem mais consistente e cremoso. Para mim, isso não apresenta vantagem nem desvantagem, só uma diferença mesmo. Nessa foto dá para ver bem isso! Apliquei uma camada bem espessa deles, reparem como o Velvetine (na esquerda) fica mais liquido enquanto o da Dailus (na direita) fica bem cremosinho e mais acumulado.

IMG_9504-750x775

Olha como fica nos lábios:

Velvetine-Suedeberry-750x558

Começando pelo Suedeberry, dá para perceber que ele é mais um vermelho alaranjado do que um laranja propriamente dito. A cobertura dele é boa, na foto passei apenas uma camadinha generosa, demorou uns 3 minutinhos e secou completamente. A duração e excelente. Quando como ou bebo algo, ele sai mais do centro dos lábios, sabe? Para sair por completo só se você for comer algo muito molhado, tipo um temaki (aliás, não faça isso usando ele, já tentei e não deu muito certo).

Para mim o Allegro é laranja puro! Eu achei essa cor incrível e a cara do verão. Ele é um pouco mais aceso que o Suedeberry, mas mesmo assim acho que são muito parecidos. Como a textura dele é mais cremosa, ele cria uma camada mais espessa e marca/acumula mais na boca. Esse e o único ponto em que acho que ele perde pro da Lime Crime. Mesmo assim, ele cobre muito bem! Dura um pouco menos que o da Lime Crime, mas também é muito resistente.

Agora, vamos falar do ponto em que o Allegro ganha disparado -o preço: Allegro R$ 19,90 contra Suedeberry U$20,00 (cerca de R$60-80).

Para mim ambos são maravilhosos e gosto muito dos dois! Acho que assim como eles têm suas semelhanças, têm suas singularidades – o que faz com que valha a pena ter pelo menos uma cor de cada marca para experimentar. Contudo, se você não quer investir tanta grana em um batom ou ter que comprar de fora, pagar frete caro e esperar um tempão para ter ele e mãos, com certeza o da Dailus é a melhor opção e não vai te desapontar.

Param quem gostou, já fiz a resenha de todos os batons líquidos da Dailus. Um beijo do tamanho do Rio Grande e ate a próxima!