Paletas multifuncionais favoritas!
Maquiagem
Paletas multifuncionais favoritas!
Sistema Velvet – nova base, corretivo e pó de contém1g
Maquiagem
Sistema Velvet – nova base, corretivo e pó de contém1g
Batom marrom – 6 indicações para entrar na tendência!
Maquiagem
Batom marrom – 6 indicações para entrar na tendência!
Dupes nacionais de makes gringas!
Beleza
Dupes nacionais de makes gringas!
Glycolic TX – a nova base do Boticário
Beleza
Glycolic TX – a nova base do Boticário
Máscara de cílios – indicações para cada gosto!
Maquiagem
Máscara de cílios – indicações para cada gosto!
Tv, Séries e Livros

Entrevista exclusiva com o ator Anthony Ingruber (A Incrível História de Adaline)

em 08/01/2016 por Gabriela Cubayachi

anthony-ingruber-entrevista-gabriela-cubayachi-blog-e-ai-beleza

Quem aqui já assistiu A Incrível História de Adaline? O Pedro até fez um post falando mais sobre esse filme incrível aqui no E Aí Beleza (para ler o post dele, só clicar aqui). Esse foi um daqueles filmes que achei no Netflix e decidi assistir, afinal, se tem a Blake Lively e o Harrison Ford, não poderia ser ruim, né? E tinha razão! Acabou sendo um dos meus favoritos do ano passado! Belo enredo, roteiro, fotografia, elenco… Um daqueles filmes que a gente curte do começo ao fim, sabe?

Mas uma das melhores surpresas do filme pra mim, foi a participação do ator Anthony Ingruber. Para quem não sabe, o Anthony tem um canal do Youtube onde posta vídeos imitando diversos personagens e atores famosos, e sua interpretação incrível rendeu a ele o papel do William Jones no filme, que ele dividiu com ninguém menos do que o maravilhoso Harrison Ford! :D

anthony-ingruber-entrevista-gabriela-cubayachi-blog-e-ai-beleza-02

Além disso, ele é um dos favoritos na disputa pelo papel do Han Solo na nova antologia de Star Wars, que vai mostrar algumas aventuras do nosso mercenário favorito quando era mais novo! <3 Eu tive a oportunidade de entrevistar o Anthony e aproveitei para conversar sobre tudo isso com ele, além de outros assuntos que eu sei que vocês adoram ver a Kah falando por aqui! E é claro que eu tinha que postar no EAB, né? Espero que vocês gostem!

Gabi: Eu quero começar falando com você sobre A Incrível História de Adaline, que é um ótimo filme! Nele, você interpreta o William Jones quando jovem, um personagem também interpretado por ninguém menos do que o Harrison Ford. Como foi dividir o William com ele? 

Anthony: Bom, o diretor Lee Toland Krieger estava procurando por fotos de referência do Harrison Ford quando jovem, e acabou encontrando meu canal do Youtube e meus vídeos de imitações. O objetivo era encontrar um ator que poderia ser um interesse amoroso para a Adaline, mas que ao mesmo tempo lembrasse o Harrison naquela idade. Eu fui escolhido para o papel e meu desafio foi fazer uma performance convincente enquanto incorporava a voz e os modos dele. A ideia era proporcionar ao público um vínculo que deixasse claro que aquela era uma versão mais jovem do Harrison, mas que não era uma imitação de personagens famosos dele como o Han Solo ou o Indiana Jones. Minha abordagem foi de interpretar o personagem de uma forma independente, mas ao mesmo tempo colocar algumas características leves do Harrison que cairiam bem ali.

Gabi: O William é um personagem incrível e uma grande reviravolta no filme. O que você acha que mudou nele do momento que ele conheceu Adaline até eles se encontrarem de novo depois de tantos anos?

Anthony: Eu acho que o momento que ele conhece Adaline, é quando a vida dele realmente começa. Antes de conhecê-la, ele está desiludido como estudante de medicina e incerto sobre o futuro. Durante o pequeno período que eles passam juntos, ela reacende a paixão dele pelo trabalho e ele se apaixona por ela. Ele fica completamente devastado quando ela desaparece da vida dele, mas mesmo assim consegue construir uma carreira incrível e uma família para si mesmo. Mas eu acho que, mesmo encontrando um novo amor, ele sempre manteve uma admiração por ela, e é por isso que quando ele a vê pela primeira vez anos depois e acha que é a filha dela, todas as memórias e sentimentos antigos vem à tona.

Gabi: Eu adoro seus vídeos no Youtube e sei que quando se trata de imitações, você é um especialista, mas eu sinto que esse filme foi uma experiência diferente, porque você não estava imitando o Harrison Ford ou um dos personagens dele – como o Han ou Indy -, mas interpretando o mesmo personagem que ele. Como você se preparou para o papel?

Anthony: Foi muito importante lembrar de interpretar esse papel como um personagem totalmente novo e não o Han Solo, por exemplo. Eu li sobre como era o personagem, sua personalidade e qual tipo de estado mental ele estava quando nós passamos a conhecê-lo no filme. Depois eu ensaiei as falas dessa forma, mas incorporando os modos do Harrison ao mesmo tempo, para fazer com que o público acreditasse que nós dois éramos o mesmo personagem. Foi realmente incrível trabalhar com o Lee, já que ele sempre me orientava para adicionar ou tirar algo, até que nós conseguíssemos chegar exatamente no que ele tinha em mente para a minha performance.

Gabi: Ouvi falar que depois do lançamento do filme, muita gente pensou que você fosse CGI (imagem computadorizada) ou que sua voz no filme era na verdade o Harrison Ford dublando, o que é meio doido! O próprio Harrison comentou que você é um milagre. Qual foi a sua reação com tudo isso?

Anthony: O Lee me mandou um email (que eu acabei imprimindo e colando na parede), dizendo que o Harrison tinha assistido ao filme e amado, especialmente minha interpretação. Foi realmente emocionante e um elogio maravilhoso vindo do meu herói de infância. Na estréia do filme, onde infelizmente o Harrison não pôde ir por causa do acidente de avião dele, muitas pessoas vieram dizer o quanto eles amaram meu trabalho e que eles não pensaram que eu fosse uma pessoa de verdade!

anthony-ingruber-entrevista-gabriela-cubayachi-blog-e-ai-beleza-03

Gabi: Quais são suas maiores inspirações como atores?

Anthony: O Harrison Ford foi meu herói de infância desde muito cedo e é uma das minhas maiores inspirações para seguir uma carreira como ator. Eu acho que ele fez performances incríveis durante a carreira, e a maneira como ele lida com a fama é um exemplo. Eu também amo atores como o Jack Nicholson, Gary Oldman e o Daniel Day Lewis. Uma coisa engraçada é que muitos dos atores que eu admiro, eu também consigo fazer imitações! Eu acho que é por causa da infância assistindo os filmes e absorvendo os modos de todos eles.

Gabi: Eu sei que você está sendo considerado para interpretar o Han no novo filme de antologia do Han Solo e há muitos comentários e apoio vindo dos fãs de Star Wars. O que você gostaria de ver nesse filme?

Anthony: Toda reação na internet e apoio dos fãs tem sido impressionantes e eu sou muito grato aos fãs por todo o amor e encorajamento vindo deles. Eu acho que o novo filme do Han Solo é uma ótima oportunidade de explorar um dos maiores ícones do cinema e expandir a mágica do personagem. É uma série amada por tantas pessoas ao redor do mundo e, se for feito da maneira correta, acho que pode ser muito especial. Eu amaria saber mais sobre o passado dele e quem ele era antes de aparecer em “Uma Nova Esperança” pela primeira vez. O relacionamento dele com o Chewbacca e a rivalidade com Lando também são pontos que podem ser bem interessantes.

Gabi: Acho que é seguro dizer que você não só parece o Han fisicamente, como também consegue soar e agir como ele. Mas em termos de personalidade, o que vocês tem em comum?

Anthony: Eu tenho um ótimo senso de humor e já usei isso para escapar de confrontos e situações esquisitas no passado, mas eu acho que não sou tão convencido quanto o Han.

Gabi: Já que este é um blog de entretenimento, preciso perguntar! O que tem tocado no seu iPod?

Anthony: Muitas músicas dos anos 80 e trilhas sonoras de filmes. Eu também tenho bastante Motown e músicas lentas dos anos 20 para balancear as coisas.

Gabi: Um livro que você acha que todos deveriam ler ao menos uma vez? 

Anthony: “Andróides sonham com ovelhas elétricas?”, do Philip K Dick. Esse livro serviu de inspiração para meu filme favorito, Blade Runner.

Gabi: Já que você adora jogos de vídeo game, quais são seus favoritos?

Anthony: A série “Fallout” é fantástica, assim como “Grand Theft Auto”. Também tem um jogo meio obscuro chamado “Call of Cthulhu” que foi baseado nos trabalhos do H.P. Lovecraft. Eu também amo o jogo “Bully”, desenvolvido pela Rockstar, em que você joga como se fosse um garoto perverso no ensino médio.

Gabi: Se você pudesse viver dentro de um filme ou livro, qual seria e por quê? 

Anthony: Eu gostaria de escrever um livro chamado “Aventuras em Uma Ilha Milionária”. Por motivos óbvios!

Gabi: Qual superpoder você gostaria de ter?

Anthony: O poder de cura do Wolverine.

Gabi: Por último, mas não menos importante! Tenho certeza que vamos ver você no cinema em breve, espero que como o Han (dedos cruzados!), mas até lá, você tem outros planos e projetos pela frente?

Anthony: Eu estou trabalhando em um jogo de vídeogame muito legal para o sistema virtual Oculus Rift, chamado “Private Eye”. Eu dublo o personagem principal, que é um detetive que precisa viver em uma cadeira de rodas depois de um acidente de carro e tem que desvendar um assassinato sinistro. Além disso, eu infelizmente não posso dizer.

Gabi: Bom, é isso! Obrigada pela entrevista e parabéns pelo trabalho incrível que você tem feito!

Anthony: Muito obrigado pelo apoio!

Ufaaaaaa! Gostaram da entrevista? Espero que sim! Se vocês ainda não assistiram A Incrível História de Adaline, corram! Tem no Netflix e vale super a pena! E ah, quem quiser acompanhar o Anthony por aí, é só ficar de olho nas redes sociais dele:

http://twitter.com/AnthonyIngruber
https://www.facebook.com/AnthonyIngruberOfficial
http://anthonyingruber.com/