Blush – Almanati
Beleza
Blush – Almanati
Corretivo Boeing – Benefit
Maquiagem
Corretivo Boeing – Benefit
Rímel ”No Panda” – Vizzela
Maquiagem
Rímel ”No Panda” – Vizzela
Base Aqua Hidratante – Quem Disse Berenice
Maquiagem
Base Aqua Hidratante – Quem Disse Berenice
Perfume 212 Vip Rosé – Carolina Herrera
Beleza
Perfume 212 Vip Rosé – Carolina Herrera
Matt Touch Blush – Essence
Maquiagem
Matt Touch Blush – Essence

pob81613s0

Comportamento

Não culpe sua amiga pelo relacionamento abusivo dela

em 09/02/2017 por Gleici Duarte

Dentre comandos de não tirar o batom vermelho, textos simples no Facebook e diversas influências femininas ganhando voz e estampando a nova era do feminismo, a pauta sobre relacionamento abusivo é corriqueira e indispensável.

Aprendemos de maneira básica a identificar comportamentos agressivos e doentios vindos de nossos parceiros ou parceiras, e isso nos faz ressignificar a todo momento a real importância de um relacionamento e os requisitos para se manter em um.

O PROBLEMA

Quanto mais aprendemos e falamos sobre o assunto, mais claro as coisas são: Não dá pra aceitar ser humilhada, rebaixada, sugada emocionalmente. E também não dá pra ver as pessoas que amamos nessa situação.

Inúmeras vezes eu notei meu tom intolerante perante as relações das minhas amigas. A qualquer vacilo ou sinal de abuso, a ordem de apoio era pedir pra ela terminar a relação antes que fosse tarde demais. Claro que as coisas não funcionam dessa maneira, seria muito cômodo resolver os problemas afetivos de quem gostamos com comandos simples e autoritários. Aquela velha chacoalhada na amiga nem sempre é eficaz, e muitas vezes ela apenas se afasta de nós, e não do relacionamento.

COMO AGIR?

Nós temos criações diferentes, vivências diferentes. Dentro do nosso subconsciente pode existir algo que simplesmente opta pelo caminho mais simples, evitando confrontos. Mulheres, especialmente, são ensinadas a obedecer, serem comportadas, não se alterarem, além de terem uma visão distorcida sobre si mesmas perante a toda uma cultura de padrões de perfeições inalcançáveis e medo de acabarem sozinhas.

Culpar uma amiga pelo relacionamento abusivo dela não adianta de nada no montante de problemas. Você pode mandar textos, vídeos, desenhos, mas nada disso é mais efetivo do que o seu apoio pra quando ela conseguir de fato se enxergar em uma relação tóxica. Pessoas em situações de abuso (frisando: pessoas, pois relacionamento narcisista acontece com homens e mulheres) não se vêem imersas e passivas na relação. Elas simplesmente ainda mantém o ideal de consertar as coisas, ou simplesmente a autoestima da pessoa está destruída o suficiente para sua noção de realidade ser destorcida.

Elas se afastam de amigos, da família, negligenciam sua saúde mental, aceitam rótulos de incapacidade, não se reconhecem mais. Repito: Não adianta culpá-las por isso. Elas não precisam de mais alguém diminuindo a sua existência ou condição.

Dói ver alguém que amamos nessa situação. Empatia é uma palavra bonita também na prática – logo, ponha-se no lugar de sua amiga, afinal, nenhuma de nós está livre de viver uma relação de abuso.Tenha paciência, calma, não desista. Elogie os passos e progressos, reconheça as vitórias, estimule nas recaídas, esteja ao lado pra todos os momentos.

Somos nós por nós.

Leia mais:

Off

Wallpapers Feministas para celular

em 03/08/2016 por Gleici Duarte

O post de hoje é uma pequena coleção de wallpapers feministas para celular, pra deixar seu aparelho com a temática #girlpower!

As imagens foram retiradas de alguns Tumblrs, e dentre os artistas das imagens está a Kaol Porfírio, que faz artes com a temática Fight Like a Girl (lute como uma garota), também Ambivalently YoursDebi Hasky e Pensamento Feminista.

1 2 3
4 5 6
7 8 9
10 11 12
13 14 15

sep

É só clicar pra ampliar!

Para ler mais sobre feminismo aqui no blog, clique aqui. Você também pode se inscrever no meu canal no YouTube!

Até mais!