Base Skin Perfection – Eudora
Beleza
Base Skin Perfection – Eudora
Máscara Lash Idôle – Lancôme
Beleza
Máscara Lash Idôle – Lancôme
Paleta de Sombras – Niina Secrets
Beleza
Paleta de Sombras – Niina Secrets
TOP 5 Bases Para Pele Negra!
Beleza
TOP 5 Bases Para Pele Negra!
Lápis Colorido Tie-Dailus!
Maquiagem
Lápis Colorido Tie-Dailus!
Batom Líquido – Vizzela
Beleza
Batom Líquido – Vizzela
Pets

Cinco curiosidades sobre filhotes!

em 03/03/2016 por Sara Favinha

Filhotes são fofinhos, lindos e irresistíveis não é mesmo? Vou te contar cinco curiosidades sobre filhotes que vão mudar a forma com que você os enxerga. Vamos lá!

1 – Filhotes não têm controle do esfíncter

Esfíncter é um músculo de fibras circulares em forma de anel. Existem vários esfíncteres pelo corpo e vou falar de dois deles, o esfíncter anal, por onde saem as fezes e o esfíncter uretral, por onde sai a urina dos filhotes. O filhotinho ainda não consegue ” segurar o xixi e o cocô” porque os seus músculos dos esfíncteres ainda não estão fortes o suficiente. Por isso o filhote sai fazendo xixi e cocô por onde anda. Você pode até achar que ele está fazendo isso de propósito, mas na verdade ele simplesmente não consegue segurar. Os bebês humanos usam fraldas porque também não conseguem segurar, mas no caso dos filhotes não colocamos fraldas. Por isso a gente precisa espalhar a fralda higiênica no chão em vários pontos da casa no começo, pra que sempre tenha uma por perto e possa dar tempo de ele chegar até ela pra se esvaziar.

2 – Filhotes não devem ser separados da mãe e dos irmãos antes dos sessenta dias

É muito comum as pessoas separarem os filhotes de sua mãe e irmãos aos quarenta e cinco dias de idade, com o argumento de que já estão desmamados. Realmente, a maioria dos filhotes já está desmamada nesse período, porém existe um detalhe muito importante que muitas vezes não é levado em conta: a linguagem dos cães. As nossas crianças frequentam a escola durante muito tempo de suas vidas e lá elas adquirem muito conhecimento e mais importante até, aprendem as regras e habilidades sociais. A convivência com a mãe e com os irmãos é a escola do filhote, é o momento que ele vai aprender os sinais corporais, vocalizações e posturas que fazem parte da linguagem canina. E isso acontece principalmente dos trinta e cinco aos sessenta dias (ou mais) de idade. Então, quando um filhote é retirado da ninhada antes de sessenta dias, ele não tem tempo hábil para aprender todas essas habilidades sociais e pode ficar parcialmente “analfabeto” na linguagem canina.

1440_Black-Pug-Puppy

3 – Quando o filhote chega na nova casa, é como se fosse um mundo totalmente diferente

Proporcionalmente falando, é como se os cães enxergassem o mundo com suas narinas! Eles percebem todo o ambiente através do cheiro, a maior parte das informações do ambiente é percebido pelo nariz do cão. Então quando o filhote está na ninhada com a mãe e os irmãos, ele conhece todos os cheiros, texturas, barulhos, o cheiro das pessoas que o manuseiam, a disposição de móveis ou objetos. Esse é o mundo que ele conhece. Quando o cãozinho vai para a nova casa, tudo é diferente. O piso, os ambientes, as pessoas, os cheiros, os estímulos. É por isso que os cães são a segunda espécie de mamíferos mais populosos do mundo, porque eles têm uma capacidade gigantesca de adaptação à ambientes muito diferentes de onde nasceram. Você pode ajudar o filhote levando um cheiro conhecido para o ambiente novo da sua casa. Pegue um cobertor e deixe por alguns momentos junto com a mãe e os irmãos dele e depois use esse cobertor na caminha nova dele. Isso pode ajudá-lo a acalmar quando estiver sozinho e a se adaptar melhor.

4 – O cérebro do filhote está totalmente formado aos 49 dias de idade

Isso significa que aos quarenta e nove dias de idade o filhote aprende tanto quanto um cão adulto! Ou seja, assim que ele chegar na sua casa com sessenta dias, vai estar aprendendo a todo vapor. Ele pode aprender coisas certas e coisas erradas também, por isso é importante começar o adestramento positivo do seu filhote assim que ele chega em casa. Não espere ele aprender a roer os móveis, a fazer xixi no tapete ou a uivar a noite para chamar alguém, ensine os comportamentos corretos desde o começo. O filhote não nasce sabendo quais são as regras sociais e comportamentais dos seres humanos, ele não sabe que não pode subir na pia da cozinha, rasgar a capa do butijão de gás ou pular loucamente nas pessoas quando elas estão sentadas. Essas são regras de convivência humana que precisam ser ensinadas ao filhote com paciência e amor.

5 – Filhotes experimentam o mundo com a boca

A gente já conhece bem essa história com os bebês humanos, não é? Eles querem colocar tudo na boca! Com os filhotes é a mesma coisa. Eles aprendem sobre os objetos colocando-os na boca. E além de colocar na boca eles mordem! Uma vez que o filhote aprendeu que a cadeira de palha ou o pé da mesa de madeira é super gostoso de morder, todas as vezes que ele estiver frustrado, com energia acumulada ou precisando mastigar, ele vai recorrer à esses móveis. E isso é um problema, certo? Por isso é importante se prevenir e já considerar que isso vai acontecer, mostrando ao filhote o que pode ser mordido e impedindo que ele tenha a oportunidade de errar. Escrevemos um artigo sobre isso que pode te ajudar bastante, dá uma olhada aqui.

yorkshire-filhote

Você quer saber mais sobre os filhotes? Escreva aqui nos comentários que eu te respondo ou mande mais sugestões de posts! Até mais! :)

Pets

Meu cão destrói tudo! E agora?

em 21/03/2015 por Sara Favinha

Seu cão é um verdadeiro furacãozinho? Ele destrói tudo que vê pela frente? Você já perdeu sofás, cadeiras, vários pares de chinelos e tapetes? Saiba que isso tem solução!

great_dane_torn_couch

Filhotes…. destroem!

Morder e mastigar é um comportamento natural nos filhotes, que assim como nossas crianças exploram o ambiente e os objetos com a boca. Se você não quer perder vários móveis e objetos da sua casa, é preciso fazer a coisa certa.

Por que com as crianças fazemos de um jeito e com os filhotes de cães esperamos que eles não mastiguem nada?

Quando os bebês humanos são pequenos mas já estão começando a andar, seus pais ficam correndo de lá pra cá atrás da criança. No momento em que não conseguem dar atenção para o pimpolho, ele é colocado em um cercadinho junto com muitos brinquedos. O que precisamos fazer com os cães filhotes é basicamente a mesma coisa: quando estão soltos pela casa, ficam sob supervisão e quando não podemos dar atenção à eles, preparamos um ambiente seguro e cheio de brinquedos e coisas apropriadas para morderem e os colocamos lá.

Uma vez que o cão aprendeu…

Quando o filhote aprende que mastigar a palha da cadeira é delicioso, que aquele pedaço de madeira (o pé do sofá) é suuuper macio e que a pontinha do tapete é uma delícia, pode dar mais trabalho para que ele pare com esse comportamento. Isso porque o filhote já entendeu que aquilo é bacana. Por isso a prevenção é a melhor saída! Um filhote que não aprendeu a destruir, com 5 ou 6 meses de idade já estará podendo ficar solto pela casa sem problemas, desde que suas necessidades básicas estejam sendo supridas (vamos falar desse assunto nos próximos posts).

Biting the shoe

Se o seu cãozinho já aprendeu a mastigar tudo o que vê pela frente, siga os passos abaixo que podem te ajudar muito:

1. Prepare um ambiente adequado para o cão, sem nenhum objeto que ele possa mastigar. Pode ser o quintal, a lavanderia, uma sacada. Você vai precisar retirar vassouras, capa de máquina de lavar, tapetes, plantas e qualquer objeto que seja facilmente mastigável.

2. Adquira brinquedos de Enriquecimento Ambiental e implemente uma rotina rica em estímulos  (leia esse post: http://eaibeleza.com/animais/mais-diversao-para-o-seu-cao/) e crie um ambiente muito divertido, cheio de novidades para ele. É importante que você faça a rotatividade dos brinquedos, tá?

3. Quando puder supervisionar seu filhote, deixe ele solto pela casa, sempre com opções de ossinhos e brinquedos para mastigar e caso ele morda algum objeto, afaste ele gentilmente do local. Se ele insistir, retire o filhote do ambiente e tente mais tarde. Já deixe o ambiente cheio de brinquedos para ele ter opções de mastigação.

4. Quando estiver ocupado ou for sair de casa, deixe seu filhote no “parque de diversões” dele, sem que ele tenha opção de ficar solto pela casa toda.

5. Nunca dê broncas! Se o filhote errou, é porque ele teve a oportunidade para isso. Quando se dá bronca nos filhotes eles acabam, invariavelmente, ficando com medo e assustados com seus donos e na maioria das vezes aprendem a destruir as coisas escondidos, o que não vai resolver o problema.

Fazendo esse manejo simples durante alguns meses, seu filhote vai amadurecer e perder os hábitos antigos de mastigar objetos da casa! Se o seu cão já é adulto e tem ainda o comportamento de filhote de mastigar tudo, o mesmo procedimento também funciona!

Aos poucos você vai dando cada vez mais liberdade ao cão e na medida que ele acerta (não rói seus móveis e objetos) ele vai ganhando cada vez mais liberdade até que poderá ficar solto dia e noite sem problemas.

Se estiver tendo dificuldades me escreva pra que eu possa te ajudar!

Leia também um artigo sobre o assunto que escrevemos que pode complementar seu conhecimento.