Paletas multifuncionais favoritas!
Maquiagem
Paletas multifuncionais favoritas!
Sistema Velvet – nova base, corretivo e pó de contém1g
Maquiagem
Sistema Velvet – nova base, corretivo e pó de contém1g
Batom marrom – 6 indicações para entrar na tendência!
Maquiagem
Batom marrom – 6 indicações para entrar na tendência!
Dupes nacionais de makes gringas!
Beleza
Dupes nacionais de makes gringas!
Glycolic TX – a nova base do Boticário
Beleza
Glycolic TX – a nova base do Boticário
Máscara de cílios – indicações para cada gosto!
Maquiagem
Máscara de cílios – indicações para cada gosto!
Off

10 coisas que precisamos parar de dizer umas para as outras

em 07/04/2016 por Gleici Duarte

Seja magra, bonita, vaidosa, delicada, virtuosa, paciente. Cuida bem da sua casa, das suas roupas, dos seus filhos. Seja uma excelente profissional, pontual, impecável. São inúmeras as pressões sociais e culturais que existem sobre nós mulheres. Quem é a mais bonita? E a mais bem sucedida? O namorado perfeito ou o casamento ideal?

É injusto e desnecessário cultivarmos e mantermos uma cultura de rivalidade entre mulheres visto toda essa pressão social que sofremos. Certas expressões e frases possuem um efeito que frisa toda essa cultura de opressão, e não deveriam fazer parte do nosso dia a dia.

1

Eis algumas frases que podemos repensar antes de dizer:

  • “Você é incrível, diferente da fulana.”

Essa frase carrega consigo a ideia de que para elogiarmos uma mulher, temos que rebaixar outra. Não é elogio de verdade se você diminui alguém para dar valor a outra pessoa. Sem falar que ela também incentiva o espírito de competição e rivalidade entre garotas.

  • “Você vai comer tudo isso?”

Vocês não têm ideia do quão ruim podem ser as coisas que se desencadeiam com essa frase. Os fiscais de prato talvez não saibam os gatilhos emocionais que aparecem quando julgam o que comemos. A refeição se torna um fardo de culpa, associado a pressões de padrões de beleza e outras feridas emocionais.

  • “Homem não gosta de mulher fácil”

Slut-shaming é o julgamento da mulher pelo seu padrão de comportamento sexual, e isso engloba atitudes, gestos, falas, roupas e outras coisas. Não é correto julgar uma mulher pela sua postura nas relações pessoais. Nenhuma atitude feminina deve ser tomada baseada na aprovação de um homem. Toda mulher tem direito de se expressar sexualmente e se relacionar com pessoas que a enxergam como alguém bem resolvida e segura de si mesma.

  • “Você sai sem seu namorado?”

A ideia de que existe uma obrigação em sair acompanhada não condiz com o comportamento de uma mulher adulta, que não deve tanta aprovação e obediência do parceiro, certo? Mulheres merecem ser respeitadas acompanhadas ou não.

  • “Você não deve transar no primeiro encontro!”

Dois pesos, duas medidas: Por que homens não são julgados dessa forma quando fazem sexo casual? Por que cabe a nós o dever de sermos inibidas sexualmente? E por que quem não é, é logo taxada de fácil ou sem valor? Para que aconteça um ato sexual, é necessário que duas pessoas estejam dispostas e consentindo, apenas isso. Não cabe nós julgarmos o comportamento sexual de ninguém.

  • “Engravidou porque quis!”

Podemos nos questionar aqui por que a responsabilidade da contracepção é só da mulher, né? Ela não faz sozinha, começa aí. Os métodos que existem hoje não são 100% seguros. Pílula anti convencional falha, assim como a pílula do dia seguinte, camisinha, DIU e tudo mais. Ninguém sai de casa planejando engravidar por descuido, entende? Existem informações sobre os métodos contraceptivos, mas na prática, existe uma margem de erro pouco falada e toda a responsabilidade da falha é jogada contra nós.

  • “Você tá de TPM, né?”

Essa frase traz consigo a ideia de descontrole emocional ligado ao ciclo feminiono. Gente, parece inacreditável, mas gente surtada independe do gênero, ok?  Há mulheres que não sofrem de tensão pré-menstrual, e, digamos que o ciclo da garota só diz respeito a ela e a mais ninguém.

  • “Seu rosto é tão lindo, por que não emagrece?”

Eu até já fiz um vídeo sobre essa fala no meu canal. Quando uma pessoa diz essa frase, ela diz, implicitamente, que a pessoa não é digna de ter um rosto bonito porque ela é gorda. Ou seja, “Você tem um rosto tão bonito, emagrece pra merecer esse rosto!”. Por favor, gente.

  • “Você vai sair com essa roupa?”

A frase praticamente acompanha um “tá pedindo pra ser assediada ou estuprada”. Repitam comigo: Roupa nenhuma é convite para assédio. O corpo da mulher é dela e cabe aos homens respeitá-la. Vocês podem dar uma olhada no nosso artigo sobre assédio aqui no blog.

  • “Você nem parece lésbica!”

A ideia de que lésbicas precisam parecer masculinas fere a identidade indivudual e faz uma associação desnecessária com o sexo masculino. Respeite a aparência e expressão de pessoas homoafetivas.

 

E aí? Gostaram das dicas? Agora é espalhar o artigo para algumas amigas e vigiar os vícios de linguagem que trazem consigo preconceitos.

É a partir da desconstrução de conceitos errados que tomamos consciência de um ideal de sociedade mais justa.

Até mais!