Paletas multifuncionais favoritas!
Maquiagem
Paletas multifuncionais favoritas!
Sistema Velvet – nova base, corretivo e pó de contém1g
Maquiagem
Sistema Velvet – nova base, corretivo e pó de contém1g
Batom marrom – 6 indicações para entrar na tendência!
Maquiagem
Batom marrom – 6 indicações para entrar na tendência!
Dupes nacionais de makes gringas!
Beleza
Dupes nacionais de makes gringas!
Glycolic TX – a nova base do Boticário
Beleza
Glycolic TX – a nova base do Boticário
Máscara de cílios – indicações para cada gosto!
Maquiagem
Máscara de cílios – indicações para cada gosto!
Off

Suas compras e a mão de obra escrava

em 02/11/2014 por Karen Bachini

facebook-slave-ali

Semana passada circulou no facebook um status preocupante. Uma cliente do Aliexpress, alegou ter encontrado o bilhete acima numa das compras que fez no site, e depois de tanto pensar sobre isso, decidi escrever esse post.

O Aliexpress é um site que vende roupas, sapatos, acessórios e, basicamente, TUDO, por preços muito baixos. E ele não é o único site desse tipo, muito pelo contrário. Sites como esse crescem cada vez mais, e na verdade, outro tipo de site que sempre esteve por aí e contém muitas coisas “estranhamente baratas” é o ebay. O Ebay não produz nenhum produto, é apenas uma plataforma para você comprar o que outras pessoas estão anunciando. Mas, você não sabe como está sendo produzido o que está sendo anunciado ali. E se você acha que o problema está só em sites internacionais, é muito importante salientar que a maior parte das coisas que você compra hoje em camelôs e sites super pechincha no Brasil vem dos mesmos fornecedores desses sites.

O nosso problema é que a gente sempre vê uma oportunidade em coisas muito baratas, mas nunca para e se pergunta porque elas estão tão baratas assim. Sempre tem um motivo. Aquela capinha de celular por U$2 + frete grátis não é uma oportunidade única.

A verdade é que você não tem como saber a procedência de quase nada que você está comprando, a não ser que você mesmo fabrique ou visite com frequência a fábrica onde o produto é feito, sendo o produto estranhamente barato ou muito caro. Muitas empresas como Zara, Nike, Burberry, Adidas, American Apparel, Abercombe & Fitch, Walmart, entre muitas outras, são “acusadas” de manterem locais de produção com condições de trabalho ruins. E nada impede que uma grande empresa mantenha locais de produção dentro das normas, e outros locais “fora delas”.

trabalho-escravo

Fora que, para uma empresa que tem fábrica, por exemplo, na Indonésia, é muito fácil contratar mão de obra barata e não respeitar as normas, já que os trabalhadores não tem qualquer direito de negociação coletiva e não são filiados a sindicatos. Quando ele reclama, ele é demitido, e aí ele passa fome. De acordo com o Fórum Internacional dos Direitos do Trabalho, estas empresas “são o topo de uma cadeia de suprimentos complexa” que submete os empregados a trabalho infantil, forçado e escravidão por dívidas.

E a gente não precisa nem ir tão longe assim para falar de trabalho escravo, porque essa também é uma realidade de diversos lugares no Brasil. O problema começa aqui mesmo, bem pertinho da minha casa em São Paulo. Uma vez, um funcionário de uma empresa que dedetizou a minha casa me contou de uma confecção no Bom Retiro (bairro de SP), onde as pessoas, na maior parte imigrantes que mal falavam português, trabalhavam e moravam. O lugar era horrível e as pessoas moravam em “caixotes”, precisavam comer num local todo imundo, não podiam sair, e os insetos eram tantos que as paredes literalmente eram escuras de tantas baratas.

E se você pensar um pouco, essas roupas que são produzidas nessa confecção podem ser vendidas no Bom Retiro, que é um bairro onde muitas pessoas de todos os estados vem comprar roupas no atacado para revender por todo o Brasil. Roupas que, provavelmente também são vendidas na sua cidade, roupas que você pode até estar usando nesse minuto.

Meu objetivo com esse post é mostrar para você, que o problema não está lá na China, sendo descoberto por você com um bilhete de um trabalhador desesperado. Esse problema é muito maior do que você imagina, e pode estar dentro da sua casa também. Então, se você tem uma loja, sempre pesquise a procedência de tudo que você compra. Se você é um comprador, sempre pesquise e confie nas lojas onde você está deixando o seu dinheiro. E se você sabe de algum local que não respeita as normas de trabalho, denuncie. Porque é a sua denúncia que vai mudar isso.